Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

16 de Fevereiro de 2013 - Show do 14 BIS No Teatro Rival

Muita gente pensa que o 14 Bis acabou, com a saída de Flavio Venturini em 1987. Mas Claudio Venturini (guitarra e voz), Sérgio Magrão (baixo e voz), Vermelho (teclados e voz) e Hely Rodrigues (bateria) continuaram firmes com a banda, e lançaram seis discos (incluindo dois "ao vivo", sendo um deles ao lado do Boca Livre; e um Acústico). Infelizmente estão fora da mídia, que ainda prefere divulgar música de qualidade duvidosa.
A banda abriu o show, tocando logo de cara um dos seus maiores hits: "Bola de Meia, Bola de Gude", composta por Milton Nascimento e Fernando Brant especialmente para o grupo. O som estava tão perfeito, que chegou a dar a impressão de ser playback. Pontos para o excelente trabalho realizado pelos técnicos do Teatro Rival e do 14 Bis. A luz também mereceu nota 10.
Claudio Venturini é o cara na guitarra, com solos super melodiosos, e com uma pegada cheia de feeling, colocando sempre peso, e causando estranheza pra quem se esquece que o 14 Bis, apesar de ser famoso pelas belas baladas, é antes de tudo uma banda de Rock.
Magrão com seu baixo econômico e elegante, forma uma cozinha precisa e mais do que entrosada com o baterista Hely, que toca seu instrumento com uma simplicidade franciscana.
Vermelho é discreto, mas é responsável por uma parte importantíssima nos arranjos das canções, que muitas vezes tem os teclados como verdadeira coluna cervical.
É um privilégio escutar ao vivo o casamento perfeito das 3 vozes, em afinação e sintonia perfeitas, em algumas das mais bonitas melodias da MPB.
De forma didática, Claudio se dirigia à platéia antes de cada canção, dizendo o seu nome, os autores e em que álbum ela se encontra. E foi assim que apresentou a linda "Sonhando o Futuro", sua parceria com Lô Borges. Na sequência vieram o clássico "Uma Velha Canção Rock'n'Roll" e "Canções de Guerra" (o carro-chefe de "Outros Planos", seu mais recente disco de estúdio, lançado em 2004).
O guitarrista apresentou Magrão, que fez a voz principal em "Caçador de Mim" (composta pelo baixista e Luis Carlos Sá), que foi cantada em coro por toda a platéia. Assim como os hits "Canção da América", "Espanhola", "Todo Azul do Mar" e "Planeta Sonho".
Claudio Venturini explicou como surgiu a parceria entre o 14 Bis e Renato Russo, em 1987, quando os mineiros e a Legião Urbana dividiram o mesmo estúdio e produtor (Mayrton Bahia), onde as duas bandas acompanhavam as gravações do disco uma da outra. Com isso surgiu uma amizade entre eles, que culminou com "Mais Uma Vez", composição em parceria entre Flávio Venturini e Renato Russo. A música foi gravada no LP "Sete" (o último de estúdio a contar com Flávio), e Renato chegou a gravar o vocal, que acabou ficando de fora da versão original que saiu no disco. Esse mesmo vocal gravado foi utilizado em 2003 no CD "Presente", que contou com uma nova versão da música, com arranjo novo e tocado por outros músicos.
O Bis veio com uma surpresa, o hino da música mineira "O Sal da Terra" (de Beto Guedes e Ronaldo Bastos), que nunca foi gravado pela banda. Pra encerrar a noite, um dos seus maiores sucessos, "Linda Juventude", numa versão bem mais pesada que o original.
SETLIST:
1- Bola de Meia, Bola de Gude
2- Sonhando o Futuro
3- Uma Velha Canção Rock and Roll
4- Canções de Guerra
5- Caçador de Mim
6- Nave de Prata
7- Canção da América
8- O Fogo do Teu Olhar
9- Espanhola
10- Todo Azul do Mar
11- Xadrex Chinês
12- Nos Bailes da Vida
13- Mais Uma Vez
14- Mesmo de Brincadeira
15- Nova Manhã
16- Natural
17- Planeta Sonho

Bis:
18- O Sal da Terra (Incidental: Paula e Bebeto)
19- Linda Juventude

Um comentário:

  1. Eu simplesmente AMEI :)))))))))) E ainda não consigo enxergar o 14 Bis como banda de Rock!

    Beijos ;)

    ResponderExcluir