Total de visualizações de página

domingo, 29 de abril de 2012

A SAGA DE UMA FÃ DESESPERADA PARA VER PAUL MCCARTNEY NO RECIFE - Por Maysa C.V.


Eu bem que queria, mas não rolou... Ah, você acha coisa de maluco se despencar do Rio, viajar milhares de quilómetros por causa de um artista com seus quase 70 anos, num show que já foi visto pelo menos por 3 vezes? Só que Paul McCartney não é um artista qualquer; ele é o cara!
Seus admiradores  e fãs também são especiais. E alguns deles são capazes de enfrentar inúmeras dificuldades e de encarar grandes sacrifícios para se sentirem mais pertos de seus ídolos. Entre eles está Maysa, a mais nova colaborado do RocknRoll4Ever, "importada" de Sampa.
Leia abaixo o relato que ela escreveu contado sua aventura em Recife. Ela ainda foi pra Floripa pra assistir ao Macca. Mas isso é outra história:
Bom, meu desespero começou quando surgiram os rumores da vinda de Paul. Aí pensei “ah 1 mês para Recife? É mentira”. Antes fosse, tolinha! Começou meu chororô aqui. Quando confirmou, parecia um pesadelo. Três dias de choro. Eu pensava “gente, eu nem terminei de pagar minha ida pro Rio”. Desespero. Estava desolada. Eis que parei de chorar, corta daqui, economiza dali e resolvi que ia. Não poderia ficar sem ver o homem da minha vida. Preço alto, sacrifício indescritível. O que passei e vou passar, eu resumo com essa frase da música Pagu: “....só quem morreu na fogueira sabe o que é ser carvão...” . E faria tudo de novo. Bom, chega de mimimi. Cheguei na fila pro show de Recife sexta-feira às 11 horas. Reencontrei colegas de longa data e conheci pessoalmente alguns virtuais. Entrevistas, fotos, pagação de mico master. Sol, calor, sede e fome. Por problemas técnicos voltei no outro dia. Briga, discussão, sempre a educação de terceiros dizendo “problema seu”. Estresse. Alegria. Pessoas queridas na fila. Quase grade, mas exatamente na direção de Paul McCartney. Quando ele entrou comecei a chorar. Pensei em tudo o que eu fiz para estar lá e como valia cada sacrifício, como ele me fazia bem e como me alegrava olhar para ele.
Ai, gente, como ele é lindo, LINDOOOO!!! Dessa vez eu não olhei o setlist, quis surpresa. Mas já tinha uma leve noção do que ia ver e ouvir. “Junior´s Farm” e “The Night Before” para mim foram novidades ao vivo. “Maybe I´m Amazed” era minha tão aguardada música. É, essa completou com “My Love” a fase “vou lá cortar os pulsos e já volto”. “My Valentine” com Johnny Depp e Natalie Portman no telão estava lindo de doer! Gente, por que eu não tenho alguém que sequer toque isso para mim?


Finalmente ele tocou “Yellow Submarine” aqui no Brasil pela 1ª vez, em homenagem ao Ringo. Como se não bastasse terminar com “The End”, tocou o Medley “Golden Slumbers” / “Carry That Weight”. Além das citadas, minhas favoritas desse show: “Jet”, “Got to Get You Into My Life”, “Let Me Roll It”, “ Mrs Vandebilt”, “I´ve Got A Feeling”, “Ob La Di O bla Da" (onde foi feito um grande carnaval, com máscaras do Paul e bexigas coloridas). Ok, percebo que estou colocando todas as músicas, resolvi parar. Mas estas são as minhas favoritas tocadas no show.
Muito calor durante o show, não forneceram água para quem estava perto do palco (alegaram motivo de segurança), não tinha como comprar qualquer líquido e o resultado foi muita gente passando mal. Meu cérebro começou a falhar. Vi que era hora de sair para beber água antes que saísse carregada. Assisti de longe o finalzinho do show. Passei mal, é verdade, mas estava muito feliz. É muito bom acabar de assistir a um show desses e sair sabendo que no outro dia teria mais.
Saí de lá eu fui para a fila. Sim, dormi em uma barraca, eu e mais 4 pessoas. Medo. Como estávamos em poucos, não teve policiamento efetivo, passavam esporadicamente pelo local. Amanheceu, guardei lugar para quem foi para casa tomar banho. Dor no corpo, de chorar...
Fui para a casa de um amigo em Olinda (perto de carro,mas distante de condução). Tomei banho, comi e descansei um bocadinho. Quando retornei ao Arruda,encontrei um amigo de SP que disse “ué, você não entrou no HOT SOUND?” “Oi? Como assim???” Isso que vocês leram.
O Brian, segurança do Paul McCartney foi na fila e pegou os 80 primeiros para assistir a passagem de som, pois o HOTSOUND estava com poucas pessoas. Imagine alguém desesperada, eu era a segunda da fila!!! Aparece o Thiago, primeiro da fila. Também tinha ido tomar banho... Ninguém para nos ajudar, nem para chamar o Brian. Sorte nossa, que uma moça que trabalhou na organização, viu a gente desde sexta e conseguiu nos colocar pra dentro. Aí começou o mimimi de quem tinha conseguido entrar, como se a gente tivesse caído de paraquedas.
 
Apareceu o Brian e disse que ele tinha cometido um erro, ele tinha esquecido que as pessoas que ali estavam tinham pago por aquilo. Que ele garantia que nós iríamos ouvir a passagem de som, e entraríamos primeiro que as outras pessoas (justo). E ele cumpriu o que prometeu. Tive sorte, de onde eu estava vi todo o HOTSOUND. E consegui até tirar fotinhos (Paul estava muito lindo, de colete e calça jeans).  
Consegui pegar grade perto do Rusty. Ele é muito simpático durante o show, lê os cartazes, corresponde aos acenos, etc. Confesso que custei para perceber a presença dele, só tinha olhos para o Sir mais lindo da  Terra.
 
Nesse segundo show,o calor continuava a La “Hellcife”, mas dessa vez eu tinha água e a grade ventilava mais. Nossa, nesse show eu surtei! Me diz gente, o que é “Live And Let Die”, alguém me responde por favor??? Eu tenho medo de fogos de artifício, imagine eu naquele calor e o show com labaredas??? Nesse show eu curti muito mesmo, para mim, só perdeu para o 1º show de São Paulo. E o momento refrão “Hey Jude foi muito lindo, inesquecível!
 
Levei um cartaz escrito “calor, fome e sede por 72 horas “só” por um abraço”. Brian leu e fez o seguinte comentário “hum... hug!”. Ali vi que não tinha chance. E já comecei a pensar no que faria para o próximo show... (eu tenho fé, me aceitem!). Fiquei muito feliz por Hermilo e seu filho, que subiram ao palco. Imagina um cara gente boa! 
 
Percebi que as homenagens não surtiram tanto efeito, difícil superar os balões brancos de São Paulo (onde ele se emocionou e depois que acabou a turnê disse que foi o melhor show da turnê e um dos melhores da carreira) e os NaNANa´s do Rio de Janeiro, que foi realmente surpreendente! É claro que ele gostou, mas não foi tudo isso. Achei bem mais tocante ele se emocionar em “Here Today” no segundo show do Recife. E essa foi a 1ª vez que chorei com essa música.  
Eu, que não conhecia o Nordeste, amei a cidade de Recife. Me incomodou não o calor, mas o sol. Gente, como o sol do Nordeste arde!!! Os moradores recebem muito bem que é de fora, e o pessoal da organização do evento, moradores de lá, foram gentis e pacientes com os fãs, na medida do possível. Inclusive os policiais militares, que fizeram a guarda do local.



SETLIST (Recife - 21 de Abril de 2012): 
Magical Mistery Tour
Junior’s Farm
Jet 
Bis (1):
Lady Madonna
Bis 2:



SETLIST (Recife - 21 de Abril de 2012): 

sábado, 28 de abril de 2012

PROGRAMAÇÃO DO VIRADÃO CARIOCA - DIAS 4,5 e 6 DE MAIO

Não dá ainda pra comparar com o Viradão Cultural de São Paulo, mas o Viradão Carioca vem esse ano com atrações pra todos os gêneros. São mais de 60 atrações confirmadas. O evento, promovido pela Riotur em parceria com a Globo Rio, acontece nos dias 4, 5 e 6 de maio em quatro pontos da cidade do Rio de Janeiro. Todos os shows serão gratuitos. Os palcos ficarão em Bangu, na Praça das Juras, na Quinta da Boa Vista, e em Ipanema no Arpoador.
Uma das novidades do Viradão Carioca 2012 é que entre as atrações musicais, haverá shows de humor com os humoristas Rodrigo Santana, Katiuscia Canoro, Marcos Veras, Samantha Schmutz, Hélio de la Peña, Comédia em Pé, Nelson Freitas, Fabio Porchat, Fernando Ceylão, Paulinho Serra, Nanny People e Nizo Neto. Entre os shows atrações de peso (literalmente) como Sepultura, Korzus e Deadfish. A lista de shows também conta com Lulu Santos, Cidade Negra, Kid Abelha, Mulheres de Chico, Rancore, Michael Sullivan, Rio Samba Roll, Ana Carolina, Arlindo Cruz, Erasmo Carlos, Detonautas, Raimundos, MV Bill, entre outros. Um dos destaques é o show em homenagem aos 40 anos do Clube da Esquina com Flavio Venturini, Lô Borges e Beto Guedes, na sexta, dia 4 no Arpoador. Veja a baixo a programação completa:

PROGRAMAÇÃO DO VIRADÃO CARIOCA 2012
SEXTA-FEIRA (4/05):
Palco Arpoador:
18h45 Michael Sullivan
20h30 Homenagem Clube da Esquina (Lô Borges, Beto Guedes e Flávio Venturini)

Palco Quinta da Boa Vista:
18h Set DJ
19h Batalha do Passinho
20h30 Luan Santana

 Palco Bangu (Praça das Juras):
18h Set DJ
19h Batalha do Passinho
19h30 Batuk D Gueto
21h Samba de Raiz (nomes a serem confirmados)
22h30 Arlindo Cruz
00:00 MV Bill
01:30 Monobloco


SÁBADO (05/05):
Palco Arpoador:
17h Rogê
 18h10 Mulheres de Chico
 19h30 Rio Samba N Roll
21h Kid Abelha

Palco Quinta da Boa Vista:
20h45 Rancore
22h30 Korzus
00h15 Sepultura

Palco Bangu:
18h Hawaianos
18h40 Titica (Angola)
19h20 Márcio G
20h20 Arlindo Neto
21h20 Erasmo Carlos
 23h Lulu Santos
01h Pique Novo
2h30 BWG (Angola)
03h10 MC Bruninha

 Palco Quiosque Globo Rio (Praia de Copacabana):
19h Faixa de humor / Stand Up Comedy


DOMINGO (06/05):
Palco Arpoador:
16h Final do Campeonato Carioca no Telão
18h10 Thais Gulin
19h35 Pedro Luís
21h Lulu Santos

Palco Quinta da Boa Vista:
10h Galinha Pintadinha
11h30 Palhaço Topetão
18h Final Campeonato Carioca no Telão
18h40 Fiuk
19h40 Naldo
21h10 Ana Carolina
22h55 Gusttavo Lima
00h30 Jammil e uma noites

 Palco Bangu:
18h10 Banda Volk
19h20 Cidade Negra
20h40 Detonautas
22h Dead Fish
23h20 Raimundos

 Palco Orla de Copacabana:
9h Banda Marcial dos Fuzileiros Navais

sexta-feira, 27 de abril de 2012

RESENHA CD: PAUL MCCARTNEY - KISSES ON THE BOTTOM

Paul McCartney é o músico de maior fortuna do Reino Unido. Prêmios também não o faltam, tanto em sua carreira solo ou na sua antiga banda; uma tal de Beatles, já ouviu falar? Chegando a casa dos 70, imaginava-se que ele iria se isolar em uma de suas enormes propriedades, curtir a família e descansar.
Ao invés disso, o cara imenda uma turnê na outra, realizando apresentações de quase 3 horas de duração, onde canta, toca 6 instrumentos diferentes, e comanda milhares de pessoas em diferentes países.
Você pode se perguntar: "Por que tudo isso? Será ganância por mais grana?". Na verdade não é isso. Paul é um apaixonado pela música, e seu maior prazer é tocar, cantar, compor, gravar, ou seja, ser um músico. E McCartney é um dos maiores da história.
Sua discografia também não pára de crescer, e é justamente sobre seu décimo quinto disco de estúdio (fora dos Beatles) que venho escrever.
"Kisses On The Bottom", o título de duplo sentido, que tanto pode significar safados "beijinhos na bundinha", quanto românticos "beijos no final da carta",  foi tirado da faixa de abertura “I´m Gonna Sit Right Down and Write Myself a Letter", clássico do repertório de Ella Fitzgerald .
É um álbum requintado, porém despretensioso; uma compilação de standars do jazz americano como "We Three (My Echo, My Shadow And Me)", que inspiraram sua formação musical, e tem para Paul o gosto da nostalgia de belíssimas canções de uma época em que ele nem sonhava em ser um beatle.
Pegou suas recordações da infância e do piano que tocava com o pai, e que juntamente com o Rock seminal de Chuck Berry, Little Richard e Elvis Presley formaram os pilares para que ele e os Beatles criassem suas maravilhosas obras.
Macca mergulhou fundo numa viagem no tempo, e resgatou pérolas que ficaram imortalizadas nas grandes vozes de Nat King Cole, Frank Sinatra, Tony Bennett, entre outros. Dessa forma, o disco é diferente de tudo o que Paul já fez em sua carreira. Talvez por não dominar completamente o estilo, ele optou pela primeira vez em seus álbuns, em somente cantar. Estamos acostumados a justamente o contrário, com discos inteiros onde ele grava sozinho todos os instrumentos.
No início da audição do CD tive até dificuldade de reconhecer a sua voz, mas conforme vão passando as faixas seu timbre vai soando mais familiar. Cercado de feras como Diana Krall no piano, John Pizarelli na guitarra e Vinnie Colaiuta na bateria, Paul vira um crooner comandando sua big band, em doces canções de amor. Apesar de toda pompa, tudo é muito suave, leve e despojado, como o assobio de McCartney na faixa "It’s Only A Paper Moon".
Parece que cada música foi escolhida com muito cuidado e carinho, exatamente para formar um álbum para ser apreciado com calma, como se fosse uma iguaria ou vinho de boa safra que dever ser degustado, e não somente deglutido. Um disco para relaxar, e por que não, namorar.
Em meio as regravações, McCartney vem com duas inspiradas composições inéditas. “My Valentine”, escrita para Nancy Shevell (sua atual esposa), traz um simples, porém magnífico solo de violão de Eric Clapton. “Only Our Hearts” que encerra o álbum, vem com a participação de Stevie Wonder com sua harmônica mágica; com um detalhe de ser a primeira parceria em estúdio dessa dupla de gênios desde "Ebony & Ivory".
Ambas carregam o selo de qualidade presentes em todas as baladas de amor compostas por Sir Paul McCartney ao longo de seus mais de cinquenta anos de carreira. Todas têm em comum a beleza harmônica e melódica, letras que fogem da banalidade, que conseguem ser extremamente doces e românticass, sem nunca soarem piegas ou bregas.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

MORRE DICRÓ,O ÚLTIMO MALANDRO


 Morreu, aos 66 anos, no final da noite de quarta-feira (dia 25), o último malandro, o sambista Carlos Roberto de Oliveira, o grande Dicró. Lutando contra os efeitos da diabetes, o cantor e compositor passou mal em casa, no bairro de Mauá, por volta das 22h, após retornar do hospital onde havia realizado uma sessão de hemodiálise. Segundo parentes, Dicró, antes de sofrer o infarto, reclamou de dores na cabeça. Mesmo encaminhado para o Hospital Central de Magé, o sambista não resistiu e morreu.
Figuraça,  bem humorado e bonachão, seus sambas eram sempre irreverentes e engraçadíssimos. Seu tema preferido era a Sogra, que ganhou vários sambas em homenagem como "A Vaca da Minha Sogra", e "O  Bingo". Era um grande cronista da vida no subúrbio e do jeito carioca de ser.

Dicró era sambista mas com atitude totalmente Rock and Roll. Depois de Chico Anysio, é outro grande vascaíno que nos deixa. Está indo se encontrar com os outros malandros Moreira da Silva e Bezerra da Silva. Vai deixar saudade.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

GATAS, FAMOSAS, E COM SUAS CAMISAS DE BANDAS DE ROCK (Edição XXII)

Dizem que 22 é o número referente a maluco. Veja se não é uma coisa de doido essa combinação de Gatinhas + Rock T-shirt.
 Uma das cantoras sensação do momento: Lana Del Rey de Guns N'Roses
 
 E tão falando que o Axl Rose tá pegando. Será? De qualquer forma, já critiquei o Axl em vários posts, mas verdade seja dita: nesse quesito ele nunca foi bobo.

E tem mais Guns por aí:
 Com as duas belas modelos: a inglesa Kristen e a alemã Julua Mondello
A modelo e blogueira Kerys Selby
E com a modelo Natalie Suarez

Jessica Hart sempre bela, com Guns e The Clash
 

Esse post vem caprichado pra quem gosta da Miley Cyrus :

 Ela vem de Aerosmith e Kurt Cobain

 Desce do avião com uma do T-Rex
Passeia com uma do Bruce Springsteen 
 Faz compras de Iron Maiden
 E acaba pagando peitinho


 A porno star Jenna Jameson faz propaganda das guitarras Jackson


 A atriz Chloe Moretz e a blogueira Sama Hard usam Led Zeppelin


 Penny Lancaster faz propaganda do maridão Rod Stewart, enquanto a Top Renata Sozzi posa com uma do Johnny Cash


 A atriz Emma Watson de Marilyn Manson e a top Monika Jagaciak de Blondie


 A top australiana Abbey Lee usa uma que traz os logos das bandas Heart e Judas Priest

 Alexa Chung posa com t-shirt do Judas Priest


 A modelo brasileira Mari Graciolli usa uma com motivos do Nirvana, Metallica, Kiss, Misfit, Se você não conhece a moça, que já é uma celebridade na internet, abaixo uma fotinha dela de corpo inteiro.




A atriz Amber Benson e a estrela teen Demi Lovato de Ramones

 Demi Lovato e Selena Gomez de Madonna



 Mais camisetas da Madonna: na católogo da Dolce&Gabbana 2001 e com Frances Bean Cobain, filha de Kurt Cobain
 

  
 Rihanna volta ao Blog com Kurt Cobain e Rolling Stones


 Andressa Urach, a mais nova dançarina do Latino, no ensaio da Sexy desse mês, com uma camiseta com os logos das bandas Talking Heads e Blondie


 Natalia Frascinio de Rolling Stones
 A atriz pornô Julia Fontanelli saindo da prisão. Tadinha, comprou um carro que era roubado....

 Mais Rolling Stones com a apresentadora Monica Apor em visita ao programa Legendários, e com Sophie Simmon numa versão "Crepúsculo" dos Stones

 A modelo Ivina Cornel


 Camisas do Kiss e do Sex Pistols no Editorial Song For the Youth!
 As modelos são Joicy Muniz e Patrícia Mendes
 
 O nome do Emo que aparece ao lado das meninas não interessa, não é mesmo?


 Kelly Key pra você babar...

 Britney Spears novinha se autopromovendo. E depois toda safadinha com essa camisetinha cortada com o Mickey Mouse zumbi



Mais Mickey com a cantora Julie


Muitas caveiras com as beldades:
 as atrizes Flavia Alessandra e Giovanna Lancelloti
 
A guitarrista Michelle Meldrum
 A cantora Bruna Tang

 As atrizes gatas Isis Valverde e Monique Alfradique

Por incrúvel que pareça, essa é aprimeira vez que Syang aparece por aqui.


 A modelo Nettie Harris de The Runaways

 
 A atriz Tina Fey de The Who

 A cantora teen Christina Grimmie com uma t-shirt "Metal Soul"

 A belíssima top Doutzen Kroes só quer saber de dançar

 Katie Perry de Justin Bieber


 A modelo Olivia posa com camiseta do Poison


 Alice Glass do Crystal Castles com uma do The Cure

 A modelo Amelaine Valade de Grateful Dead

  A blogueira Charlotte de The Smiths

 A modelo Laura Jane em ensaio na Foam Magazine, com uma do Misfit

 Brooklyn Decker de Nirvana

Ava Sambora, filha da atriz Heather Locklear e do guitarrista Dave Sambora, com t-shirt do Motley Crue


Lee Hyori também de Motley Crue


 Kelly Osbourne com uma do cantor Marc Almond


 As locutoras Liliana Yusim e Milena Ciribelli na lendária festa de dois anos da Maldita, no Canecão em 1984, ambas usando camisetas da extinta Fluminense FM, a verdadeira Radio Rock do Rio de Janeiro

Luka, a locutora da também extinta 89FM de São Paulo


 A  guitarrista Lita Ford nos tempos de The Runaways, usando uma do Cheap Trick