Total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de junho de 2010

JIMMY PAGE NA BEIJA-FLOR

Continuando sua peregrinação pelas Escolas de Samba cariocas, Jimmy Page foi até Nilópolis, visitar a quadra da Beija-Flor na noite desta quinta-feira (24). O músico foi recepcionado por um grupo de show da agremiação, e como sempre gostou do riscado, arriscou alguns passos com a gostosa e rainha de bateria da escola, Raíssa Oliveira. é claro que não faltaram fotos com as famosas mulatas, já que Jimmy Page não é bobo nem nada.


quinta-feira, 24 de junho de 2010

JIMMY PAGE NA MANGUEIRA

Jimmy Page está novamente no Rio. O guitarrista visitou nesta quarta-feira a quadra da escola de samba Estação Primeira de Mangueira. Ao lado do músico e presidente da agremiação, Ivo Meireles, conheceu o local, tirou fotos e curtiu o som da bateria. Pelas imagens nota-se que Page se divertiu muito com a apresentação dos percussionistas.

Apesar de muito simpático, não quis falar com a Imprensa. Segundo sua assessoria, ele fica até segunda-feira no país e deve bater conhecer outras agremiações da capital carioca. Parece que o objetivo das visitas é reconhecer território para as gravações de um futuro álbum. De acordo com Ivo Meirelles, Page deve gravar a bateria da Mangueira em pelo menos uma música de um futuro álbum. "Ele volta ao Brasil em setembro para gravar com nossos músicos", disse Meirelles.

Bem que ele poderia dar um pulo nessa sexta no Nectar (em Vargem Grande) pra conferir, e porque não participar do show da Crossroads (minha banda) ....







quarta-feira, 23 de junho de 2010

UM ANO SEM MICHAEL JACKSON

Nessa semana, mas precisamente nesta sexta-feira, dia 25 de junho, é completado um ano da morte do astro Michael Jackson. Já fiz duas postagens anteriores demonstrando toda a minha admiração pelo gigantesco talento de Michael:
- A primeira foi no dia seguinte a sua morte:
"O ADEUS A MICHAEL JACKSON"
- E a outra foi sobre "This Is It" nos cinemas:
"THIS IS IT - MICHAEL JACKSON"

Então dessa vez pretendo apenas fazer o registro do seu aniversário de morte, e aproveitar e mostrar o video de MJ ao lado da deliciosa Britney Spears em sua melhor forma. Tinha me referido a essa perfomance na postagem "GATAS, FAMOSAS, E COM SUAS CAMISAS DE BANDAS DE ROCK".
A música é"The Way You Make Me Feel", e foi gravada no Madison Square Garden em setembro de 2001. Como de costume, Michael dá show dançando e cantando, já Britnay não canta nada, mas que vestidinho é esse? Demais!!!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

17 de Junho de 2010 - Exibição no Cinema do longa "Rush: Beyond the Lighted Stage"

Scot McFadyen e Sam Dunn diretores de "Rush: Beyond The Lighted Stage"


Como já tinha comentado na postagem "Rush: Beyond the Lighted Stage" - Documentário sobre a carreira do Trio Canadense
, estava torcendo para que o documentário sobre a história do Rush estreasse no circuito nacional de cinema. Minhas preces foram parcialmente atendidas, pois o filme teve sessão única no dia 17 de junho em alguns cinemas no Brasil, e é claro que eu não podia perder.
Garanti as entradas com uma semana de antecedência, e no dia da exibição nos encaminhamos para o Cinemark no Shopping Downtown na Barra. Chegamos super atrasados, e nossa pressa e desespero assustaram um casal que chegava ao local, pois corríamos e gritávamos frases como "Não vai dar tempo!" e "Parem o filme!".
Entramos na sala , na hora que o filme começou, e praticamente expulsamos as pessoas que estavam indevidamente em nossos lugares, claro que na maior educação...
Eu sei que sou fã declarado da banda, tenho todos os CDs e DVDs e tal, mas recomendo "Rush: Beyond the Lighted Stage" para todos. É imperdível para os admiradores ou não do Rush, para os iniciados e também para aqueles que nunca ouviram falar no trio canadense.
Apesar de não inovar, e começar a contar a história pelo começo mesmo, ou seja, pela infância de Geddy Lee (baixo, teclados e vocais) e Alex Lifesson (guitarra), que se tornaram amigos inseparáveis desde o colégio, e dividiam o amor pela música.
E os menos atentos não perceberão que esse sentimento, o Amor é o protagonista do filme. Foi o Amor presente na amizade verdadeira que uniu Alex e Gedy, que juntos descobriram a música e dividiram o sonho de montar uma banda. Ambos filhos de famílias classe-média, que foram para o Canadá fugindo do Holocausto da Segunda Guerra, tinham no Amor ao Rock uma nova perspectiva de futuro. Os parentes não entendiam o som que faziam, e é impagável o depoimento da mãe do baixista relatando que não gostava das músicas que seu filho fazia com o colega. Uma das cenas mais fortes é quando Alex, ainda adolescente aparece com a família anunciando que iria abandonar a escola pra se dedicar a música, causando um misto de preocupação e desgosto aos pais; é comovente ver o guitarrista agora cinquentão, assistindo as imagens dessa discussão admitindo que errou ao ser tão radical.
Admitir os erros também é uma constante no documentário, por exemplo quando mencionam que exageraram no final da fase progressiva em 1978 no Lp "Hemispheres", e da forma extrema que mergulharam nos teclados e nos sons eletrônicos na fase que começou com o álbum "Signals"em 1982, e foi até "Hold Your Fire" de 1988; que levou a alguns fãs apaixonados, como o baterista Mike Portnoy (Dream Theater) a "abandonarem" a banda, mas que por outro lado permitiram que aumentassem os horizontes, e conquistassem novos admiradores.
Essa característica do Rush de estarem sempre buscando novos sons, de não se preocuparem com tendências ou modismos, mostra mais uma vertente do Amor: aquele que se manifesta ao acreditarem com todas as forças no talento próprio, de não terem desistido, mesmo com todas as adversidades, que não foram poucas.
Os diretores Scot McFadyen e Sam Dunn usaram e abusaram do Amor incondicional dos fãs, representados nos depoimentos emocionados de anônimos e famosos, como o engraçadíssimo ator Jack Black, que descreve perfeitamente a química explosiva que existe entre os 3 integrantes. Tim Commerford (baixista do Rage Against The Machine) se desmancha em elogios a Geddy Lee, dizendo que é seu baixista preferido; Kirk Hammet (Guitarrista do Metallica) conta a enorme influência que solos como os de "La Villa Strangiato" tiveram em sua carreira; Sebastian Bach (ex-vocalista do Skid Row) desmunhecando como nunca, mostra sua carteirinha de membro de um fã-clube oficial do Rush; e Billy Corgan (ex-vocal e guitarra do Smashing Pumpkins) relata que conhecer o som do grupo mudou sua vida para sempre. Um dos anônimos confindenciou que já assistiu a mais de cem shows do Rush (que inveja...).
O Amor também se mostra no respeito que Gedy e Alex sempre tiveram com o novato baterista, que entra em 1974 para gravação do aclamado segundo disco "Fly By Night". Trata-se de Neil Peart, verdadeiro gênio e monstro das baquetas, que tem personalidade totalmente diferente dos bonachões e engraçados fundadores da banda. Essas diferenças sempre foram respeitadas, o que proporcionou a longevidade durante décadas, que foi sempre reforçada na amizade, na admiração mútua, e na excelente música que esses cavalheiros criavam juntos.
Os momentos dramáticos que Peart passou ao perder filha e esposa num espaço curto, que o fizeram cruzar quase toda América do Norte em uma moto, foram retratados, mostrando a dor e a incerteza quanto ao futuro do Rush.
O Amor dos brasileiros também é documentado, mostrando a importância que a turnê pelo nosso país em 2002 teve para o novo recomeço. As imagens do show no Maracanã, onde os 3 integrantes ficaram totalmente impressionados com o púlico que pulava alucinadamente e cantava a instrumental "YYZ", me deixou literalmente arrepiado; principalmente porque eu participei daquele momento inesquecível.
Mesmo os mais aficionados como eu, aprenderão novidades. Eu sabia que o Rush tinha feito vários shows de abertura para o Kiss, mas desconhecia que com isso os integrantes de ambas as bandas ficaram muito próximos, a ponto do Rush apresentar a Paul Stanley (guitarra e vocal do Kiss) o álbum "Caress Of Steel", assim que foi gravado.
O Rush é sem dúvida uma das maiores bandas da história, e nunca tiveram um reconhecimento a altura da importância que tem para o Rock. Provavelmente por nunca se preocuparem em ser a banda do momento, ou de não fazerem um som para ganhar mais dinheiro e vender mais discos.
Como declara Gene Simmons (baixista e vocalista do Kiss) no filme:
"Só existe uma banda como o Rush: Rush!".

quinta-feira, 17 de junho de 2010

1978: BLACK SABBATH E VAN HALEN JUNTOS EM TURNÊ

1978 foi o ano da última turnê do Black Sabbath com Ozzy Osbourne nos vocais (sem contar, é claro, com as reuniões para shows, a partir do final da década de 90). A banda divulgava o LP "Never Say Die" e contava com um tecladista como músico de apoio que ninguém sabe ao certo quem é. Muitos apontam para Don Airey, atualmente no Deep Purple, mas que já tocou no Rainbow, e gravou a antológica introduçã de "Mr.Crowley" no primeiro disco solo do Ozzy.
O Black Sabbath passava por uma fase complicada, onde seus integrantes, principalmente o vocalista, estavam mergulhados nas drogas. E esse deve ter sido o motivo da saída de Ozzy Osbourne em 1979; afinal os outros integrantes já não aguentavam seus furos e os problemas que causava por não conseguir ficar sóbrio um dia sequer.


O setlist básico era:
  • Symptom of the Universe
  • War Pigs
  • Never Say Die
  • Dirty Women
  • Rock & Roll Doctor
  • Guitar Solo
  • Electric Funeral
  • Embryo / Children of the Grave
  • Paranoid
  • Snowblind
  • Black Sabbath
  • Sabbath Bloody Sabbath (instrumental)
  • Iron Man
  • Fairies Wear Boots
  • Hand of Doom
  • N.I.B.
  • Gypsy
  • Shock Wave (só em algumas datas)
  • Swinging the Chain (em um ou dois shows)
Um detalhe interessante dessa tour foi a presença constante de uma banda que acabar de lançar seu disco de estréia, abrindo os shows: era o Van Halen. Na foto abaixo cada discípulo ao lado do seu mestre: Michael Antony abraçado com Geezer Butler, Alex Van Halen com Bill Ward, o prodígio Eddie Van Halen com Tony Iommi e agachados David Lee Roth com Ozzy Osbourne.
A primeira data foi 16 de Maio na cidade inglesa de Sheffield. A última com essa dobradinha foi em 3 de dezembro em San Diego, California. Certamente deve ter sido uma loucura o que essas duas bandas aprontaram juntas. A imagem abaixo pode nos dar uma leve idéia:
Em setembro tocarm no Anahein Stadium na California, num evento onde também participaram Richie Lecea, Sammy Hagar (que mais tarde seria vocalista do Van Halen) , e a banda Boston.
Em outras ocasiões a banda dos irmãos Van Halen foi substituída por
Head East, Lucifer's Friend, e pelos Ramones.
O último show da "Never Say Die Tour" foi no
Tingley Coliseum, em Albuquerque nos Estados Unidos no dia 11 de Dezembro de 1978. Foi a última apresentação de Ozzy no Black Sabbath. Depois disso, só se encontrariam para uma apresentação ao vivo em 1985, no "Live Aid" na Filadélfia

quarta-feira, 16 de junho de 2010

AS 20 MAIORES BANDAS DE ROCK DE TODOS OS TEMPOS (NA MINHA OPINIÃO...)

Primeiro vou dizer os critérios usados:
- Relevância Histórica;
- Qualidades dos Discos lançados;
- Qualidade das composições;
- Originalidade e Criatividade;
- Perfomance Ao Vivo;
- Qualidade dos músicos;
- Popularidade e vendagem de discos;
- Influência exercida sobre a outras bandas;
- E é claro: Meu gosto pessoal...rssss



1 - BEATLES
A banda mais popular, a que vendeu mais álbuns (tenho um Guiness Book de 1994, que aponta a vendagem de mais de um bilhão de discos!!!); e a que tem os discos mais elogiados e cultuados pela crítica: "Revolver", "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", "Whie Album" e "Abbey Road".
Mas o motivo maior pra ser considerada a melhor de todas, é porque foi a única banda que conseguiu reunir ao mesmo tempo John Lennon, Paul McCartney e George Harrison, três dos maiores gênios da música Popular (sem querer desmerecer o Ringo). Só esse fato já garantiria o primeiro lugar.
Muitas bandas transformaram a música, mas só uma transformou o mundo: The Beatles




2- LED ZEPPELIN
Assim como os Beatles, sua música não tinha limites. Apesar de ser um dos precurssores do que viria a se chamar de Heavy Metal, pode-se escutar de tudo em seus excelentes discos: blues, folk, hard rock, rockabilly, reggae, progressivo, soul, funk, e até improvisações jazzísticas.
A química entre seus quatros componentes era assombrosa. Todos monstros em seus instrumentos, suas apresentações ao vivo eram apoteóticas.




3 - RUSH
Segundo a RIAA (Recording Industry Association of America), o Rush é o terceiro colocado nas estatísticas de vendas de álbuns consecutivos de ouro ou platina por uma banda de rock, atrás somente de Beatles e Rolling Stones. Isso graças a fidelidade dos antigos fãs, e da indiscutível qualidade da banda, que até hoje conquista milhões de novos admiradores. Geddy Lee, Neil Peart e Alex Lifeson se multiplicam ao vivo, aliando virtuosismo, pegada e criatividade. Outra qualidade do trio é não se prender a rótulos ou fórmulas, e sempre trazerem novidades em seus discos.




4 - YES
O Rock progressivo foi levada ao extremo pelo Yes. Com discos clássicos como "Yes Album", "Fragile", "Close To The Edge", "Tales from Topographic Oceans" e "Relayer" eles levaram milhões de pessoas a viajar sem sair do lugar. Com várias formações, passaram pela banda excelentes músicos como Steve Howe, Patrick Moraz, Rick Wakeman, Trevor Rabin, Jon Anderson, Chris Squire, Alan White, Bill Brufford, Tony Kaye, entre outros.




5 - BLACK SABBATH
Os Pais do Metal, tanto na sonoridade quanto no visual e na temática do Terror e Satanismo. Com duas fases bem distintas, a primeira com o vocalista Ozzy Osbourne, e a outra com seu substituto Ronnie James Dio. Em ambas foram lançados discos excelentes, com vários clássicos do Rock pesado. Sempre foram maltratados pelos críticos, que hoje em dia rasgam seda e reconhecem a importância da banda.




6 - DEEP PURPLE
Super banda britânica, que forma com o Led Zeppelin e o Black Sabbath a "Santíssima Trindade do Rock Pauleira". Outro grupo que teve várias formações, sendo as mais clássicas as conhecidas como "MKII" (com Ian Gillan nos vocais) e "MKIII" (com o vocalista David Coverdale). A marca da banda sempre foi a mistura da guitarra de Ritchie Blackmore com o teclado com o som característico e original de John Lord, com riffs fortes e solos alucinantes. Na formação atual são substituídos respectivamente pelos excelentes Steve Morse e Don Airey.




7 - PINK FLOYD
Piscodélico ao extremo com a formação original com o lunático Syd Barrett, ao Rock Espacial sob o comando do genial Roger Waters, sempre teve a originalidade como característica marcante em toda sua obra. Com as obras-primas "The Dark Side Of The Moon" e "The Wall" escreveram seus nomes na história da música mundial. Não posso deixar de comentar os solos cortantes do guitarrista David Gilmour. Seus concertos são famosos pela altíssima produção e pelos efeitos visuais inovadores.




8 - THE WHO
Anarquia é a principal definição desse quarteto inglês. Famosos por destruir seus instrumentos e equipamento durante saus arrasadoras apresentações ao vivo. Tendo Pete Towshend como compositor, líder e guitarrista, gravaram a famosa ópera-rock "Tommy", a saga do garoto cego, surdo e mudo que se transformou no "Mago do Pinball". Foram uma das primeiras bandas realmente pesadas da história.



9 - QUEEN
Outra banda que sempre foi injustiçada pela crítica, e que hoje é exaltada. É muito difícil definir o som do Queen. Hard Rock, Progressivo, Música de Cabaré, Ópera, música Clássica, Pop, Funk, cabe tudo em seu liquidificador sonoro. Tinham um senhor vocalista que era um verdadeiro maestro de multidões, que com seu carisma e talento comandava as massas em coros antológicos.




10 - CREEDENCE CLEARWATER REVIVAL
Pra mim é a melhor banda americana de todos os tempos. Sem dúvida, os motivos são as composições, a rasgante voz, os riffs e a guitarra de John Fogerty. Infelizmente duraram pouco de 1967 a 1972.




11 - THE POLICE
Num caldeirão sonoro com ska, reggae, punk, new wave e jazz, com espaço ainda para músicas de todos os lugares do mundo, foram sem dúvida a banda mais influente dos Anos 80; por culpa das composições geniais, dos vocais e do baixo jazzístico e reggueiro de Sting, pela originalidade da batida e dos ritmos da magistral bateria de Stewart Copeland, e pelo talento em obter novas texturas e sonoridades na guitarra de Andy Summers. Todo mundo se rendeu a força desse trio, que infelizmente também durou muito pouco tempo(de 1978 à 1983), com raras reuniões como na Turnê que passou pelo Brasil em 2007.




12 - THE CREAM
O primeiro power-trio do Rock, que trazia o blues na guitarra de Eric Clapton, o peso do Rock na voz e no baixo de Jack Bruce, e as influências jazzísticas do grande baterista Ginger Backer. Com riffs poderosos, apresentações ao vivo delirantes repletas de improvios, ao lado de outro trio, The Jimi Hendrix Experience criaram os pilares do que mais tarde ficaria conhecido como Hard Rock e Heavy Metal.




13 - AC/DC
Uma banda de rock sem frescuras. Cru, simples, básico, sujo, pesado e acima de tudo Foda. Mesmo com a morte do grande vocalista Bon Scott, seguraram a onda encontrando uma solução caseira (o substituto Brian Johnson dirigia o caminhão da banda) e lançaram o estrondoso sucesso "Back In Black", um dos discos mais vendidos da história. Mesmo sendo bem coroas, até hoje Angus Young e Cia continuam emanando energias adolescentes em seus shows lotados pelo mundo.




14 - METALLICA
Misturando a atitude e a sujeira do som do Punk, com o peso e a qualidade técnicas dos grupos da "Santíssima Trindade do Rock Pauleira", juntando a isso tudo velocidade, o Metallica foi um dos criadores ao lado do Slayer e Megadeth, do Trash Metal. Foi a banda que com essa fórmula obteve maior reconhecimento, sucesso comercial e que gravou os melhores álbuns: "Ride The Lighting", "...And Justice For All" e "Black Album".




15 - GENESIS
Uma das mais importantes bandas do Rock Progressivo, teve duas fases bem distintas. A primeira, considerada clássica, calcada no som sinfônico, que contava com o performático vocalista Peter Gabriel; e a segunda com o fantástico baterista Phil Collins assumindo os vocais, que a partir do terceiro disco com essa formação abandona o progressivo, tornando a sonoridade mais pop e acessível, vendendo milhões de discos. Eu particularmenete prefiro a fase progressiva, mas a mais pop tem coisas interessantes também.




16 - U2
Com um vocalista carismático (Bono), um guitarrista criador de temas e riffs marcantes (The Edge), e com uma cozinha que alia eficiência e simplicidade, o U2 foi sem dúvida a banda de maior sucesso e reconhecimento dos Anos 80. Sempre preocupados em não se repitirem, continuam na ativa, lançando bons álbuns e lotando estádios em suas turnês gigantes.




17 - ROLLING STONES
Eram a banda que rivalizava com os Beatles nos Anos 60. Mas aqui entre nós, não dá pra comparar. Isso não quer dizer que os Stones não sejam bons, ou que não garantiram seu nome no Rock. Muito pelo contrario, Mick Jagger, Keith Richard escreveram algumas das canções mais importantes do gênero. It's only Rock and roll, but i like it. Mas não passa disso.




18 - IRON MAIDEN
Lideraram a "Nova onda do Metal" nos anos 80. Aliando som pesado e bem tocado, com visual agressivo das capas de seus discos, sempre contando com a presença do mascote Eddie. Conquistaram o mundo, principalmente com a entrada de Bruce Dickinson nos vocais em 1982, na gravação do álbum "The Number of The Beast".




19 - THE DOORS
Importante banda americana dos Anos 60, que tinha como símbolo máximo o vocalista Jim Morrison, um verdadeiro mito, que morreu precocemente em condições ainda mal explicadas. As letras delirantes de Morrison junto com a sonoridade única da banda tiveram forte influência em várias gerações.




20 - VAN HALEN
Descobertos por Gene Simmons (baixista e vocalista do Kiss) quando tocavam num bar em Los Angeles, a banda dos irmãos Van Halen gravaram seu primeiro disco em 1978. Graças as loucas perfomances do vocalista David Lee Roth, e do revolucionário e criativo guitarrista Eddie Van Halen, ganharam fama e projeção mundial.
Em 1985 trocaram de vocalista, com a entrada de Sammy Hagar, a banda perdeu um pouco do ar de bad boy mais conquistou maior sucesso comercial. Particularmente prefiro Sammy que tem mais potência vocal e timbre mais bonito.

NÃO VAI MAIS TER WOODSTOCK NO BRASIL, E SIM "SWU FESTIVAL"

Os boatos de que teríamos um "Woodstock Festival" no interior do estado de São Paulo foi explicado: em entrevista coletiva realizada hoje em São Paulo, foram confirmados os primeiros artistas que tocarão no "Starts With You – Music & Arts Festival (SWU)", evento que será realizado em 9, 10 e 11 de outubro em Itu. A confusão de que se trataria de uma versão nacional do Woodstock é presença de Michael Lang (um dos criadores do famoso festival de 1969) na organização do evento.
O festival terá a produção executiva de David Saltz, responsável pelos shows do Superbowl e da abertura da Copa do Mundo na África do Sul. O brasileiro Eduardo Srur irá coordenar a mostra artística que será realizada paralelamente ao evento.
Pixies(foto acima), Incubus, Dave Matthews Band (foto abaixo) e Linkin Park são os quatro primeiras atrações confirmadas de um total de 60 artistas esperados no festival, que ocorrerá na Fazenda Maeda.
São esperadas cerca de 70 mil pessoas em cada um dos três dias do evento. O local tem um espaço de 140 mil m², cuja área de camping suporta até 8 mil barracas. Também haverá um estacionamento para 30 mil carros. Ao todo serão quatro palcos, sendo dois abertos e dois fechados. Um deles será uma tenda de música eletrônica.
Uma versão do "SWU" será realizada no Chile na mesma época. Segundo os organizadores, o evento voltará a acontecer no Brasil em 2011, mesmo ano em que especulam a quarta edição do "Rock In Rio" no Brasil. Veremos...
De qualquer forma, por enquanto não me animei pra viajar pra Itu pra ver as quatro bandas já anunciadas.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

GATAS, FAMOSAS, E COM SUAS CAMISAS DE BANDAS DE ROCK

É claro que é moda, e muitas das mulheres que usam as famosas camisetas de rock, não necessariamente são fãs das bandas que levam em suas estampas. Mas de qualquer modo adoro ver uma gata vestida com uma t-shirt agarradinha com um logo ou foto de uma boa banda de Rock'n'Roll.
Entre as celebridades esta mania já pegou a bastante tempo, e fiz uma seleção de algumas delas abaixo.
Se entre os homens anônimos a banda que se vê mais camisas é o Iron Maiden disparado, entre as famosas o preferido é o Rolling Stones, com o clássico desenho da língua, confira:
A atriz espanhola Penelope Cruz dispensa apresentações, mas se você não a conhece, recomendo os filmes "Abraços Partidos", "Vicky, Cristina e Barcelona" e "Fatal".


A global e lindinha Thaila Ayala com direito a casaco de couro e chifrinho.



A magra e bonita Jessica Alba

A sexy e voluptuosa Jennifer Tilly.

A bela canadense e SuperGirl Laura Vandervoort.


A top brasileira Alessandra Ambrósio com o célebre verso da canção dos Stones ("Eu sei que é só Rock'n'Roll, mas eu gosto).


Giovanna Ewbank, verdadeiro piteuzinho que apareceu na novelinha "Malhação".


A ex-Spice Girl Mel B

A cantora Sara Rados, e a atriz, cantora e modelo Apollonia Kotero.

As gatíssimas atrizes brasileiras Karina Bacchi e Carol Castro na onda dos Stones.


As britânicas Coleen Rooney (modelo e esposa do craque da seleção inglesa Wayne Rooney), Holly Willoughby (modelo e apresentadora), e Jennifer Ellison (modelo e atriz) também com as t-shirts dos Rolling Stones.

Letícia Spiller com um vestido da banda de Keith Richard e cia.


A topmodel Jenny Sweeney em um ensaio.


Grazi Massafera com uma camiseta dos Stones deliciosamente pintada em seu corpo, na capa de uma das edições da revista Rolling Stones.


As irmãs Paris e Nicky Hilton (que aparece com uma do Kiss)


A cantorazinha Pop Avril Lavigne de Stones


A deslumbrante Angelina Jolie com sua camiseta do Alice Cooper.


Ensaio fotográfico com a deslumbrante Scarlett Johansson de David Bowie.


A belíssima cantora Shania Twain de AC/DC.



A oscarizada atriz Gwyneth Paltrow, e a topmodel Adrianne Curry tiram onda com camisetas dos Beatles.


Jessica Simpson, a namorada de Billy Corgan, e ex de John Mayer, ficou linda tanto de Led Zeppelin quanto de Rolling Stones.



A estrelinha do "High School Musical", Ashley Tisdale mostra que sabe das coisas aparecendo com duas t-shirts do Led Zeppelin.


Victoria Beckhan é ex-Spice Girls, modelo, mãe e Senhora David Beckhan, e está usando uma camiseta da Madonna.


Vanessa Hudgens (estrela de "High School Musical") de Bon Jovi.


A cantora astraliana Kylie Minogue de Police


A modelo escocesa Jessica Hart de Aerosmith.


Eva Mendes está sempre na listas das atrizes mais sexys do mundo, e aparece muito bem vestida com uma camiseta preta dos Beatles.



A estrela do Disney Channel, Hilary Duff gosta dos topetudos Elvis Presley e Morrissey.


Wanessa Camargo pode ser breguinha, mas é bem bonitinha e faz tributo ao Rei Elvis Presley.


Kesha, uma das sensações do Pop atual, usando Pixies, Pink Floyd e Simple Minds


Nikki Reed, a Rosalie Hale da saga Crepúsculo, com sua camisa do Velvet Underground, uma das mais cultuadas bandas dos anos 60.


A atriz ucraniana Mila Kunis (conhecida pelo seu papel de Jackie Burkhart na série "That '70s Show" e pelo filme "O Livro De Eli") aparece com dois ícones do Rock: Jim Morrison e Mick Jagger.


Danielle Winits, uma das atrizes mais siliconizadas e gostosas do país, passeia de David Bowie.


Shauna Sand, atriz, ex-Playmate, e Miss cirugia Plástica usa uma camiseta que mistura Barbie e David Bowie.


A modelo norte-americana Frankie Rayder, aparece posando com a camisa da banda Misfits. Na rua com a mesma camisa, ao lado da maiga Kate Moss. Antes de um desfile usa uma da Black Flag


A belíssima atriz Kate Beckinsale ("Click", "Anjos da Noite", "Van Helsing" e "Pearl Harbor"), assim como eu, ama Beatles e Rolling Stones.


A musa dos teens Miley Cirus usando Iron Maiden e Def Leppard

Em preto-branco: a musa do indie e do alternativo, a cantora Cat Power valorizando seu ídolo Bob Dylan (com direito a pêlos pubianos) e Frances Mcdormand que não é gata, mas é uma grande atriz (confira "Fargo" e "Queime Depois de Ler" ambos dos irmãos Coen) e tem muito bom gosto, basta olhar a camiseta dela: Led Zeppelin.


Taylor Momsen (atriz da série "Gossip Girl") estreou sua banda de rock The Pretty Reckless, nas fotos dá uma moral ao Rock pesado de Rage Agains The Machine e Iron Maiden


A cantora Jenny Lewis num momento "auto-promoção" em um dos seus shows.


As Gatíssimas Danielle Cicarelli, Daniella Sarahyba, a talentosíssima atriz Debora Bloch, Elen Jabour e a Miss Brasil Natalia Guimarães no show do The Police no Maracanã em dezembro de 2007.


A apresentadora da MTV britânica Alexa Chung homenageia as bandas Sonic Youth e The Smiths.


A modelo canadense Jessica Stam prepara o cabelo vestida de Pink Floyd.


Admito que não conhecia as duas, mas a supermodelo namibiana Behati Prinsloo e a jogadora de pôquer, apresentadora e modelo britânica Liv Boeree são para gamar: gatíssimas (principalmente Liv) e com camisetas do Metallica na fase certa.




She is a punk rocker: Audrina Patridge (atriz conhecida por sua participação no reality show "The Hills", produzido pela MTV americana) de Exploited, e Vanessa Paradis (modelo e cantora francesa, é dela o sucesso original de "Vou de Táxi" da Angélica; é ex-Lenny Kravitz e atual-Johnny Depp) de Sex Pistols.

Peaches Geldof (filha de Bob Geldof, idealizador do "Live Aid") de New York Dolls


Todas amam Prince: Kim Kardashian (modelo e socialite americana, famosa por protagonizar um vídeo erótico amador com seu ex-namorado, o rapper Ray J), Audrina Patridge (olha ela aí de novo), Beyounce (dispensa apresentações), e Emma Roberts (atriz e cantora, sobrinha de Julia Roberts)



Guns N'Roses muito bem representado pelas delícias Dulce Maria (a ruivinha da novelinha mexicana "Redeldes - RBD") Shannen Doherty (a Brenda Walsh da série "Barrados No Baile" - "Beverly Hills, 90210").


Os Ramones não ficam atrás, com Rose McGowan (musa de Robert Rodriguez e Quentin Tarantino em "Planeta Terror") e Jennifer Garner (estrela de "Pearl Harbor", "Elektra" e "De Repente 30").



Blondie também tem um time de peso: a eterna instinto selvagem Sharon Stone, a integrante de reality show Kristin Cavallari , a atriz francesa Andrey Tautou e Ashley Tisdale (aparecendo de novo).



A Atriz Lindsay Lohan é a recordista: Pink Floyd, Rolling Stones, Iron Maiden, Beach Boys, Queen, Bob Dylan e Motley Crue.



Outra musa teen, Demi Lovato, que apesar de fazer um pop-rock bobinho, traz sempre a estampa de uma grande banda em suas roupas: Ozzy Osbourne, Queen, Iron Maiden, Ramones e AC/DC.

Acho a mocinha da saga "Crepúsculo" bastante sem sal, mas no filme todo mundo quer comê-la, seja humano, vamprio ou lobisomen. De qualquer forma, Kristen Stewart já foi vista de The clash, Runaways e duas vezes de Joy Division.


Drew Barrymore, a eterna menininha do "E.T.", notória amante do Rock'n'Roll, desfila de Judas Priest e Iron Maiden.


























Britnay Spears aparece de Michael Jackson (com quem já fez um dueto ao vivo, que recomendo uma visita no youtube, por causa do vestidinho verde que ela usa), AC/DC, e com uma estampa com o casal Mick Jagger & Mariane Faithful.




















A Pitty é uma gracinha, e mostra ser eclética com João Gilberto e Kiss.



Uma das maiores revelações da Indústria Pornô, Sasha Grey estreou nos cinemas convencionais em 2009, em "The Girlfriend Experience" ("Confissões de uma Garota de Programa", no Brasil) do cineasta Steven Soderbergh. Particularmente, achei o filme uma merda, mas a menina é talentosa. Ela é cinéfila, devoradora de livros; o sobrenome "Grey" foi tirado do romance "O Retrato de Dorian Gray" de Oscar Wilde. Adora Rock, prova disso são suas fotos com camisas do AC/DC e Misfits.


A Ex-coelhinha da Playboy Carmem Electra sempre foi fã de Rock, chegando a se casar com o guitarrista Dave Navarro (Red Hot Chili Peppers e Jane's Addiction). Nas fotos aparece duas vezes com camisetas diferentes de David Bowie, e com uma de Joan Jett.


A supermodelo Agyness Deyn, que ficou famosa mundialmente após ser garota propaganda do perfume Madame de Jean Paul Gaultier, já foi flagrada com suas t-shirts de rock em vários momentos: The Clash, The Rock Horror Show (peça de teatro e filme), Joy Division, e Jethro Tull.



Já fiz uma postagem só pra ela, mas Megan Fox merece um repeteco: com suas camisas do Motley Crue, Megadeth e AC/DC.



Tudo bem, o Oasis não é lá essas coisas, mas olha como a Mell Santanna é uma Gata!