Total de visualizações de página

quinta-feira, 2 de abril de 2009

A CARREIRA SOLO DE GEORGE HARRISON



Após o fim dos Beatles, em 1970, Harrison tinha tanto material acumulado que seu primeiro álbum solo foi triplo; o primeiro álbum triplo da história do rock (que em CD, se tornou duplo). All Things Must Pass, de 1970, é considerado por muitos como o melhor disco de um ex-beatle e um dos melhores discos da história, e atingiu o primeiro posto das paradas britânicas e americana. Com sucessos como "My Sweet Lord", "Isn't It a Pity" e "What is Life". Anos mais tarde a canção My Sweet Lord, lhe trouxe problemas devido a uma acusação de plágio. A melodia do vocal da primeira parte da musica era bem parecida com "He's so Fine" (single de 1963), do grupo The Chiffons. George negou a acusação, mas em 1976, foi condenado por ter subconcientemente plagiado a canção. As discussões sobre os pagmentos aos danos causados levaram o caso a ser continuado até os anos 90. Durante este período, violando os preceitos éticos legais, o então empresário dos Beatles, Allen Klein, comprou a editora Bright Tune, dona dos direitos autorais de "He's so Fine", e trocou de lado, entrando na justiça contra Harrison; obviamente para poder capitalizar nos pagamentos dos danos que Harrison eventualmente teria que fazer a editora. Finalmente, anos depois, Harrison comprou os direitos de ambas canções, He's So Fine e My Sweet Lord. Quando o álbum foi remasterizado em CD, a música ganhou uma versão nova chamada "My Sweet Lord 2000".



Em 1971, Harrison foi procurado por seu amigo Ravi Shankar que o sugeriu a fazer um show para arrecadar fundos para ajudar os flagelados de Bangladesh. Então George Harrison pela primeira vez na história organizou um show beneficente. O show aconteceu em 1 de agosto no Madison Square Garden, de Nova York, reuniu cerca de 40.000 pessoas e contou com a participação de Eric Clapton, Ravi Shankar, Bob Dylan, Ringo Starr, Leon Russell, Billy Preston e o grupo Badfinger. Os outros ex-Beatles também foram chamados mas só Ringo Starr compareceu. Paul alegou ser muito cedo para reunir a banda novamente e John não compareceu porque o convite não se estendeu a sua esposa, Yoko Ono. O The Concert For Bangladesh também foi lançado em LP duplo, ganhando inúmeros prêmios. Em 2005 o álbum foi relançado em CD e em DVD e as arrecadações foram doadas à Unicef.


De forma adicional ao seu próprio trabalho, Harrison escreveu duas canções para Ringo Starr, "It Don't Come Easy" e "Photograph", incluídas no álbum Ringo (álbum), de 1973. Apareceu a seguir no álbum Imagine (1971), de John Lennon, assim como nas canções "You're Breakin' My Heart" de Harry Nilsson, "Day After Day" de Badfinger, "That's The Way God Planned It" de Billy Preston e "Basketball Jones" de Cheech & Chong.
Em 1973, lançou o álbum Living in a Material World que continha a belíssina "Give me Love (Give me peace on Earth)", segunda música a atingir o primeiro lugar nas paradas de sucesso dos Estados Unidos, depois de "My Sweet Lord".
No ano seguinte separou-se da sua primeira mulher, Pattie Boyd, que depois se casaria com seu amigo Eric Clapton. No mesmo ano, lançou o álbum Dark Horse, que teve muitas críticas negativas. George iniciou sua primeira turnê e seus shows foram muito criticados por conter um longo número do artista Ravi Shankar. George também lançou seu selo, a Dark Horse Records, que só começou a funcionar em 1976.
Extra Texture foi seu último álbum lançado pela Apple Records, em 1975. Foi um álbum para cumprir contrato com a gravadora e chegou na posição 8 nas paradas de sucesso dos Estados Unidos. A canção "You" foi o sucesso do álbum.
Somente em 1976 é que George lançou um álbum pelo seu selo, a Dark Horse Records, 33 1/3. Na época George ficou doente com hepatite, o que fez com que ele mudasse a distribuidora do álbum da A&M Records para a Warner Bros Records pelo fato que a A&M Records queria que ele entregasse um novo álbum até junho e isso se tornou impossível com a doença. Os sucessos do álbum foram "Crackerbox Palace" e "This Song". Essa última ele escreveu satirizando o caso de plágio de "My sweet Lord". O álbum atingiu o décimo primeiro lugar nas paradas de sucesso dos Estados Unidos.
Nesse mesmo ano, Harrison apareceu ao lado de Paul Simon no programa Saturday Night Live em 20 de novembro, aonde tocaram juntos "Here Comes The Sun" e "Homeward Bound".
Em 1979, George lançou um álbum que tinha seu nome no título, George Harrison. O álbum trouxe os sucessos "Blow Away" e "Love Comes to Everyone" (umas das minhas favoritas...) e atingiu o décimo sexto lugar nos Estados Unidos.
No mesmo ano, George junto com um sócio, Denis O'Brian, lançou a produtora de filmes chamada Handmade Films. Com a Handmade foram produzidos, entre outros, os filmes A Vida de Brian (com o grupo Monty Python) e Shangai Surprise (com Madonna).


Aguardem continuação...

Nenhum comentário:

Postar um comentário