Total de visualizações de página

terça-feira, 24 de novembro de 2009

18 ANOS SEM FREDDIE MERCURY


Hoje faz 18 anos que o grande Freddie Mercury foi pro andar de cima.
Como elogiar seu enorme talento é chover no molhado, vou apenas comentar algumas peculariedades sobre Freddie e sua banda. Algumas delas foram contadas pelo meu novo grande amigo Leonardo Colodette, vulgo Leo May, que com certeza acendeu uma vela hoje em homenagem ao seu ídolo.

- Freddie não era inglês, ele nasceu na cidade de Stone Town, na ilha Zanzibar, à época colônia britânica, hoje pertencente à Tanzânia, na África Oriental.

- Ele se formou em Design Gráfico e Artístico na Ealing Art College (Inglaterra), aonde Pete Townshend (guitarrista do The Who) também estudou.

- Freddie projetou o famoso logo do Queen.

- Seu nome verdadeiro é Farrokh Bommi Bulsara.

- O primeiro nome do Queen foi Smile; que já contava com Brian May na guitarra, Roger Taylor na bateria, e tinha o baixista Tim Staffell, que seria substituído mais tarde por John Deacon.

- A parte de Freddie Mercury do cachê dos shows do Queen era maior dos outros integrantes da banda.

- Viveu com Mary Austin por cinco anos (desde 1970). Foi com ela que assumiu sua orientação sexual (Freddie era bissexual) e os dois mantiveram forte amizade até o fim de sua vida. Mary inspirou Freddie na música "Love of My Life". Freddie nunca se casou com Mary Austin, foram apenas namorados. Mesmo depois de terminarem, continuaram grandes amigos. Grande parte de sua herança foi destinada a ela.

- A banda jamais viajava junto, de avião. Os quatro integrantes viajavam de dois em dois em aviões separados, pois, se o avião caísse, a banda poderia continuar com os outros dois integrantes.

- Freddie Mercury nunca dirigiu qualquer automóvel.

- O corpo de Freddie Mercury foi cremado e por isso não existe túmulo para que seus fãs possam homenageá-lo.

- Em 25 de novembro de 1992, foi inaugurada uma estátua em sua homenagem, com a presença de Brian May, Roger Taylor, da cantora Montserrat Caballé, Jer e Bomi Bulsara (pais de Freddie) e Kashmira Bulsara (irmã de Freddie), em Montreux, na Suíça, cidade adotada por Freddie como seu segundo lar.

- Em 1992, nos Jogos Olímpicos de Barcelona, um ano depois da morte de Freddie Mercury, Montserrat Caballé intrepreta a famosa canção Barcelona (gravada em 1988) num dueto virtual com o cantor falecido.

- Freddie tinha uma paixão peculiar por gatos. Essa paixão era tão exagerada que, durante o intervalo de gravações do álbum Innuendo, ele gravou uma música em homenagem a sua gata, Delilah.

- O excelente guitarrista do Yes, Steve Howe, participa da gravação da faixa-título do disco Innuendo.

- Sua bebida preferida era champagne.

- Fã declarado de Freddie, Akira Toriyama, o criador do anime Dragon Ball, fez o professor de baseball de Gohan em homenagem a Freddie.

- Certa noite, John Deacon saiu para assistir um show de Phil Collins e, depois do show, os dois acabaram bebendo algumas cervejas juntos. Na volta para casa, John foi parado pela polícia por excesso de velocidade e reprovado no teste do bafômetro. Resultado: carteira de motorista cassada por 12 meses. Durante um ano, o baixista do Queen singelamente circulou por Londres de Metrô. Sem ser importunado! Poucos dias após o incidente, Brian May foi convidado a atuar como DJ em um programa na Rádio BBC e, com bom humor, aproveitou para dedicar ao colega uma música de Steve Wonder, chamada "Don't Drive Drunk"(Não dirija bêbado). Outra brincadeira sobre o assunto pode ser encontrada no disco seguinte do Queen, em que Freddie canta: "Don't drink and drive my car, don't get breathlized, don't lose your head"

- A primeira guitarra de Brian May, foi feita por seu pai com algumas peças de moto e com a madeira da mesa da sala.

- Cada álbum do Queen já recebeu pelo menos um disco de platina dupla.

- Freddie Mercury morreu no mesmo dia que o baterista do Kiss, Eric Carr.
Ele foi o segundo baterista da banda, substituindo Peter Criss em 1980. Foi com ele nas baquetas que o Kiss tocou no antológico show no Maracanã em 1983.
Aproveito então, para homenagiar aquele que considero o melhor baterista que o Kiss já teve. Batera de forte pegada e criador da clássica introdução de "I Love It Loud".
Seu último show foi no Madison Square Garden em 9 de novembro de 1990.
Em abril de 1991, durante a gravação do próximo disco, Eric descobriu que sofria de um tipo raro de câncer no coração, tendo sido operado no mesmo mês.
Contudo, o câncer não regrediu, e tomou o coração de Eric, que entrou em coma pouco antes de morrer aos 41 anos de idade.

4 comentários:

  1. QUERIA TANTO I AO QUALEO SEU TALENTO E FZER UMA OMENAGE A ELE MAIS TENHO MEDO DE SE SAIR MALLL SALDADES DO ERIC CARR IMAIL DO ORKUT gouki_matheus@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. esse meu outro imail do orkut matheus_liukang@yahoo.com

    ResponderExcluir
  3. oje 17/7/2010 tava uzando meu outro orkut para escrever esse queria tanto i ao qual eo seu talento para omenagialo

    ResponderExcluir
  4. Oi Matheus, não consegui entender muito bem o que vc escreveu, mas de qualquer forma obrigado pelos comentários e pela visita.
    Abraço

    ResponderExcluir