Total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

TITÃS - A VIDA ATÉ PARECE UMA FESTA



Hoje a noite fui asistir no cinema ao documentário "Titãs - a Vida Até Parece Uma Festa". Se gostei? Quem me conhece sabe que eu não tinha como não gostar.
Eu adoro os Titãs desde a primeira vez que ouvi "Televisão" na rádio pela primeira vez em 1985.
O primeiro disco que comprei na minha vida foi "Cabeça Dinossauro" em 1986, quando tinha 10 anos de idade. Desde então virei fã da banda e passei a acompanhar todos os lançamentos dos discos, a ir em shows e a gravar clipes e apariçoes da banda na Televisão.
Charles Gavin é ao lado de John Bonhan, um dos responsáveis por eu ser baterista; de tanto eu esmurrar os sofás e almofadas acompanhando "Polícia" e "Lugar Nenhum" meus pais resolveram me dar uma bateria.
Por tudo isso, sei que não tenho como avaliar o filme de uma forma imparcial e longe da emoção.
Mas acredito que o fime não é indicado apenas para os fãs dos Titãs, e sim para os apreciadores de música. Além de conter cenas raríssimas, como a participação do Trio Mamão e as Mamonetes (primeira banda de Branco Mello, Marcelo Fromer e Tony Belloto) num programa de TV como calouros sendo avaliados por um juri que contava com Wilson Simonal; ele mostra os bastidores de como funciona uma banda de rock.
Tem de tudo: Os Titãs tocando num bar mitzvah, no Chacrinha, no Bolinha, no Rock In Rio II, no Festival de Mountreux, garavando discos, fazendo palhaçadas, viajando em turnê, tudo filmado pela lente de Branco Mello durante todas as fases da banda.
Mostrando também as crises, a saída de Arnaldo Antunes e Nando Reis, e a morte de Marcelo Frommer.
O triste é que saiu em pequeno circuito e atualmente só pode ser visto no Rio na Estação Laura Alvim (Av. Vieira Souto, 176 - Zona Sul - Rio de Janeiro, RJ - telefone: (21) 2267-4307)

2 comentários:

  1. Muito bom o post... O filme é o máximo mesmo! Gostei do jeito como você o retratou. Bem legal...

    P.S.: "Fromer" é com um "m" só.. Hehe

    ResponderExcluir
  2. Oi Alice, obrigado pelo elogio. Espero q vc volte sempre.
    Vc está certíssima qto a sua correção. Mas foi um erro de digitação, se vc observar vai ver q antes digitei o nom e do Marcelo FROMER de forma certa.
    Beijos

    ResponderExcluir