Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

25 de Fevereiro - Aniversário do Mestre George Harrison



Ontem George Harrison completaria 66 anos. Além de ser um dos maiores compositores, vocalistas e guitarristas da história da música popular; Harrison era sem dúvida uma alma iluminada.
Aos 11 anos conheceu Paul McCartney na escola. Quando Paul descobriu que George tocava guitarra, o apresentou a John Lennon que acabou o aceitando na banda Quarrymen, que se tornaria posteriormente The Beatles.
George ficou conhecido como o "beatle quieto" ("quiet Beatle"), devido a sua maneira introspectiva e tendência a falar pouco durante as entrevistas. Já a maioria dos amigos asseguram que na intimidade ele era muito falante, contradizendo a imagem que a imprensa tinha a seu respeito.
No primeiro disco da banda, Please Please Me (1963), ele cantou como líder vocal as músicas "Chains" e "Do You Want to Know a Secret?". Harrison escreveu sua primeira canção em 1963, Don't Bother Me, lançada em With The Beatles , segundo álbum dos Beatles.
Mas foi só a partir de 1965 que George Harrison começou a contribuir freqüentemente com composições para o grupo. No álbum Help!, ele lançou duas composições próprias: "I Need You" e "You Like Me Too Much".
Nesse mesmo ano ele conhece à cultura indiana através do trabalho do músico Ravi Shankar. George ficou fascinado pelo som indiano e se tornou o maior responsável pela popularização da música indiana nos anos 60, ao inserir pela primeira vez na música pop um instrumento indiano, tocando sítara na canção "Norwegian Wood" do álbum Rubber Soul. Nesse mesmo disco, os Beatles gravam duas de suas composições; "Think For Yourself" e "If I Needed Someone".
Nessa mesma época começou a se interessar pela religião hindu. Em 1966, conheceu Maharishi Mahesh Yogi e começou a desenvolver a meditação transcendental. Influenciados por George Harrison, os Beatles foram à Índia fazer meditação espiritual em 1968. Harrison abraçaria a tradição Hare Krishna, em particular o canto de mantra usado como meditação privada e chamado japa-yoga.
A partir do álbum Revolver, de 1966, George começou a compor cada vez mais e com mais qualidade, chegando a competir no mesmo nível com as composições de Lennon/McCartney. Neste álbum ele conseguiu lançar pela primeira vez três canções de sua autoria: "Taxman", "I Want to Tell You" e "Love You To"; esta última gravada com músicos indianos.
Em 1967, colocou uma composição nos dois álbuns lançados: "Within You, Without You" (em Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band) e "Blue Jay Way" (em Magical Mystery Tour, nesse mesmo disco há " Flying", uma canção instrumental assinada pelos 4 Beatles).
Na trilha sonora do longa-metragem animado "Yellow Submarine" (1968), contém mais duas composiçoes de Harrison: "Only A Northern Song" e "It's All Too Much".
As discussões entre os membros dos Beatles tornaram-se mais freqüentes após a morte do empresário Brian Epstein, em 1967. Durante as gravações do álbum The Beatles (conhecido como White Album) de 1968, George tentou abandonar a banda, mas acabou desistindo da idéia. Com o crescimento de suas composições, Harrison começou a ter dificuldades de incluí-las nos álbuns dos Beatles pois Lennon e McCartney tinham vasto material a ser incluído e não sobrava espaço para suas composições. Durante a gravação do álbum George teve três músicas excluídas ("Sour Milk Sea", "Not Guilty" e "Circles") além de quatro músicas incluídas ("Piggies", "Savoy Truffle" e "Long Long Long" e "While My Guitar Gently Weeps"). Essa última contou com um solo magistral de seu grande amigo Eric Clapton.
No álbum de 1969, no disco Abbey Road, George lançou duas composições próprias: "Something" e "Here Comes the Sun" (provavelmente suas mais populares canções).
Something foi a primeira canção de George a ser lado A de um compacto dos Beatles, "Something/Come Together". Ela é considerada sua mais bela canção e foi regravada por Elvis Presley e Frank Sinatra; é também a segunda música mais tocada e regravada dos Beatles (ficando atrás de "Yesterday").
A tensão entre a banda se torna evidente durante os ensaios preliminares do projeto Get Back, ; descontente com a situação toda entre os Beatles, George Harrison abandonou o grupo em 10 de janeiro de 1969 mas retornou a seu trabalho em 22 do mesmo mês, depois de reuniões de negócios com os outros Beatles. O projeto resumiu-se, sendo gravado no Apple Studios em multi-tracks e lançado como filme/documentário sob o título de Let It Be onde pode-se ver Harrison dizendo a Paul: "Tocarei o que vc quiser que toque ou não tocarei nada se não quiser que toque nada". Em 1970, o fim dos Beatles é anunciado e cada um segue seu caminho.


Antes do fim dos Beatles, ele já havia lançado dois álbuns solo: Wonderwall Music, de 1968, e Electronic Sound, de 1969. O primeiro com músicas instrumentais foi trilha sonora do filme homônimo e é oficialmente considerado seu primeiro álbum solo, contou com a participação de Ringo Starr e Eric Clapton, todos (inclusive George) usando pseudônimos. O segundo, considerado um álbum experimental, trouxe várias músicas tocadas em sintetizador Moog e uma capa com um desenho de sua própria autoria.

Aguardem continuação....

4 comentários:

  1. Lembro exatamente o momento em que foi anuciada a morte de George Harrinson..ele diz que não, mas vi quando as lágrimas caíram do do seu rosto e uma comoção inexplicável tomou conta do seu ser.
    Posso dizer que..
    Filho de peixe..peixinho é.
    Grande apredizado,com um grandioso homem!!

    ResponderExcluir
  2. saudades eternas Harrison (L)

    ResponderExcluir
  3. Oi Anônimo,
    e essa saudade aumenta em datas como estas, certo?
    Amanhã é o dia do aniversário do "mahatma" George Harrison.
    Abraço

    ResponderExcluir
  4. É Carol, você me pegou no flagra...
    Não deu mesmo pra segurar a emoção.
    Beijo

    ResponderExcluir