Total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de maio de 2009

17 de Maio - HEAVEN AND HELL - Citibank Hall - Rio de Janeiro


Em 1992, essa mesma banda mas ainda sob alcunha de Black Sabbath, tocou no Canecão. Eu que desde as fraldas sou fã de Ozzy e de Black Sabbath estava louco pra ir. Mas sabe como é, adolescente duro, não tinha verba pra pagar o ingresso; os anos passaram fiquei mais velho, mas a grana continua excassa...
Em 1995, assistia pela segunda vez a um show do Ozzy Osbourne(a primeira foi na primeira edição do Rock In Rio em 1985), só que nessa vez o lendário baixista do Sabbath, Geezer Buttler fazia parte da banda.
Em 1998, vi um show do Dio, onde tocou na mesma noite com Scorpions e Jason Bonhan Band. Então da formação do Heaven And Hell eu ainda não tinha visto ao vivo o baterista Vinny Appice e o guitarrista Tony Iommi.
Vinny Appice, irmão de Carmine Appice (do trio Beck, Bogert & Appice e de boa parte da carreira solo de Rod Stewart) deu uma aula de Rock pesado, tocando com vontade, segurança e sem exageros, um verdadeiro rolo compressor.
Mas o cara que prestei mais atenção o show todo foi o mestre Tony Iommi. Com visual característico: óculos, blusão de couro preto, cruz no peito e a inseparável guitarra SG, e principalmente tocando com sentimento e com um som de guitarra de deixar babando. Com certeza um dos responsáveis pela criação do que viria a se chamar Heavy Metal, tanto que uma faixa com os dizeres "Mr Iommi, thank you for created Heavy metal" foi entregue a Dio durante o show, e este fez questão de mostrar pra todos.

Ronnie James Dio esbanjando simpatia, fazendo questão de apertar a mão dos fãs do gargarejo, de mostrar as camisas e faixas que lhe eram intregues durante o show. Sempre explicando de que trata cada música e anunciando o que a banda ia tocar, ensinando as estrelas mais novas como um astro de primeira grandeza tem que agir com seu público. E continua cantando muito, sem amarelar.
Como estava posicionado na frente de Iommi, fiquei um pouco longe de Butler, mas como já sabia, trata-se do melhor baixita do metal, e um dos co-fundares dos sons pesados.
O set list continha apenas faixas dos discos que contaram com Dio nos vocais, os excelentes Heaven and Helll (1980). Mob Rules (1981), Dehumanizer (1992), além do novo disco de "The devil you know". E realmente as músicas da fase Ozzy não fizeram falta, apesar de hora e outra rolar um corinho pedindo "Paranoid".
Entrei correndo no Citibank Hall pois estava atrasado, e perdi o comecinho do show, mas foi foda ver e ouvir "Mob Rules", e a emoção de ver finalmente esses caras juntos ao vivo. Ainda mais depois de "Children of The Sea" que veio na sequência, minha preferida da fase Dio no Sabbath.
Outros destaques foram o cenário e a iluminação, dando um banho no Oasis.
Os pontos altos da noite pra mim foram:
- Quando Dio apresentou Tony Iommi, que começou um lindo solo de guitarra na introdução de "Die young".
- E a versão épica e alongada de "Heaven and Hell", com mais belos solos de guitarra, e com a galera cantando e emocionando a todos com o corinho "ÔÔÔÔÔ", acompanhando o Riff da música sendo comandados pelo vocalista. Inesquecível.
Com isso a banda deixou o palco, voltando para o bis sobre o mesmo corinho da platéia, fechando a noite com "Country Girl" e "Neon Knights".
Noite triunfal e inesquecível.


Set List:
E5150
Mob Rules
Children of the Sea
I
Bible Black
Time Machine
Solo de bateria: Vinnie Appice
Fear
Falling off the Edge of the World
Follow the Tears
Die Young
Heaven & Hell
Country Girl / Neon Knights
Essa é a Capa do novo disco da banda, "The devil you know." , que ainda não tenho, uma ótima sugestão pra quem quiser me presentear.

Nenhum comentário:

Postar um comentário