Total de visualizações de página

quinta-feira, 15 de março de 2012

14 de Março de 2012 - FOCUS NO TEATRO RIVAL (RJ)

Havia divulgado aqui no Blog, que a banda Focus viria ao Brasil para comemorar os 40 anos do álbum "Moving Waves" (que conta com seu maior clássico "Hocus Pocus"), executando o disco na íntegra, e que iriam também apresentar novas composições, do disco novo "Focus X – Crossroads". Na verdade nada disso aconteceu. O que de forma nenhuma impediu que o quarteto formado pelos membros originais Thijs Van Leer (vocal, órgão e flauta) e Pierre Van Der Linden (bateria), e pelos novatos Bobby Jacobs (baixo) e Menno Gootjes (guitarra), fizessem um show fraco. Muito pelo contrário; o que se viu foi a reunião de tudo o que o Rock Progressivo tem de melhor: músicos no auge da técnica, solos executados com perfeição, melodias belíssimas, e a união de psicodelia, com o peso do Rock e a riqueza da música Clássica e do Jazz.
Com cerca de 20 minutos de atraso, abriram com dois clássicos do primeiro disco, "Focus I" e "Anonymous". Thijs van Leer está irreconhecível fisicamente, numa mistura de Hermeto Pascoal com Chacrinha. Mas continua sendo o cara! Figura central e sempre bonachão e engraçado, ele diverte a platéia, exalta e apresenta seus companheiros de banda, e mostra porque é um dos músicos mais inventivos e criativos da história do Rock. O cara arrebenta, e tira onda ao tocar as teclas do órgão com uma das mãos e flauta transversal na outra, ao mesmo tempo.
Depois de passar por sérios problemas de saúde, van Leer perdeu o famoso alcance vocal nas notas agudas. Ele procura compensar o problema, investindo nos graves em impressionantes improvisos vocais.
O álbum novo ainda está em fase de produção e será lançado de forma independente. O material mais novo apresentado foram duas canções do CD "Focus 9 / New Skin", de 2006: "Aya-Yuppie-Hippie-Yee", onde o baterista Pierre van der Linden se destaca; e "Focus VII", com o baixista Bobby Jacobs (enteado de Thijs van Leer) mandando altos grooves. Van der Linden é um daqueles raros bateristas que a exemplo de Keith Moon, consegue a fluidez de fazer loucas viradas sem comprometer o andamento preciso. Assistir sua perfomance ao vivo foi um privilégio, e uma verdadeira aula.
A primeira do aclamado "Moving Waves" foi a épica "Eruption", com seus 20 e poucos minutos de duração. A guitarra de Menno Gootjes brilhou intensamente, ainda mais na belíssima "Sylvia", um dos maiores e mais famosos clássicos do Progressivo. Gootjes aparenta ter no mínimo a metade da idade de Van Leer, e ainda carrega o grande peso de substituir o magnífico Jan Akkerman. Falo com convicção que o rapaz se sai muito bem cumprindo sua missão, e afirmo que Menno foi o grande destaque da noite, com solos cheios de pegada e estilo.
Depois de um intervalo de 20 minutos, que segundo Thijs Van Leer, serveria para a banda e a platéia bebessem alguns drinks, voltam com duas do LP "Focus 3": a faixa-título e "Answers? Questions! Questions? Answers!" (do LP "Focus 3"), seguida da delicada "La Cathedrale de Strasbourg" (do álbum "Hamburger Concerto"), num dos momentos mais sublimes da apresentação. Causando um grande contraste, surge o peso de "Harem Scarem", do mesmo disco da anterior, com Van Leer explicando que a canção é sobre os perigos do álcool.
"Hocus Pocus" foi a apoteose! Todo mundo levantou para cantarolar as divertidas e intrincadas melodias vocais. O fenomenal Riff de guitarra também foi entoada pela platéia em êxtase.
Parecia o fim, mas a pedidos voltaram para o Bis em "Focus II ", que encerrou o melhor show de 2012 até agora.
Focus é exemplo vivo de que se pode fazer sucesso fugindo da mesmice, e que música instrumental pode e deve ser popular. Se você ainda não conhece a banda, vai confirmar que a Holanda tem coisa boa, além do futebol de Cruyff, Van Basten, Ruud Gullit, Seedorf, Sneijder e Cia.
SETLIST:
Focus I / Anonymus
House Of The King
Aya-Yuppie-Hippie-Yee
Focus VII
Eruption
Sylvia

Focus III
Answers? Questions! Questions? Answers!
La Cathedrale de Strasbourg
Harem Scarem
Hocus Pocus

Bis:
Focus II

2 comentários:

  1. Caraca tenho um CD deles! Focus Hocus pocus!!
    Mauro Ricardo Pinheiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mauro, o CD que vc tem é uma coletânea da banda, muito boa por sinal.
      Abraço

      Excluir