Total de visualizações de página

sábado, 1 de setembro de 2012

EU NA EUROPA 2012 - Oitavo Dia: Versailles

Chatô de Versailles era um dos locais que eu fazia questão de ir novamente nessa viagem, pelo simples fato de ser um dos lugares mais deslumbrantes que eu já conheci, e queria ver pessoalmente a emoção que meus pais e minha irmã sentiriam ao presenciar tanta beleza. (Veja como aqui como foi minha primeira visita no ano passado).
E dessa vez ainda teria um bônus. A Letícia presenteou a mim e a toda a minha família com ingressos para ver o show que acontece nas noites de verão nas fontes do jardim de Versailles, com efeitos de luz, fogos de artifício e música clásssica.
Eu, Mell e meus pais no célebre Salão dos Lustres

Houve duas diferenças básicas entre as visitas do ano passado e desse ano. Primeiramente o clima; enquanto que na primeira vez estava bastante frio, esse ano o calor estava beirando o insuportável. A outra novidade é que algumas peças de artistas contemporâneos estavam expostas em vários salões do Château, como na foto abaixo: 



O mais interessante e bacana era esse par de sapatos altos gigantes feito com panelas.

Depois fomos ao imenso jardim, que na minha opinião é a melhor parte da visita. Acho que todos concordamos com isso...

E sem contar com as maravilhosas fontes
Almoçamos em dos restaurantes e demos um descanso, deitando na grama pra um breve cochilo, porque ninguém é de ferro. Né, Pai?
Às 18:30h o Jardim é fechado onde todos os visitantes saem, para logo em seguida reabrir para o espetáculo das fontes. É preciso comprar ingressos para entrar novamente, mas no nosso caso, nós já os tínhamos. (Valeu, Letícia!).
Após o pôr do Sol, a emoção começa pra valer. É complicado descrever com palavras esse maravilhoso espetáculo. As fontes literalmente dançam ao som de música clássica, e esse ballet é vez ou outra  acompanhado por labaredas de fogo gigantes.
Conforme vai escurecendo, tudo vai ficando mais bonito. E andando pelo parque encontramos novas surpresas.
Como fontes iluminadas por líndíssimas cores, e raio laser se misturandocom fumaça num resultado que deixaria os produtores dos shows do Rush e do Pink Floyd com inveja.
O Gran finale é a junção de tudo, somado ainda a incríveis fogos de artifícios. O resultado é 100% da platéia embasbacada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário