Total de visualizações de página

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

08 de Outubro - TEARS FOR FEARS no Citibank Hall (RJ)

Confesso que nos anos 80 eu não dava muita bola para o Tears For Fears. Só comecei a prestar atenção na banda quando tive a oportunidade de ouvir na íntegra o excelente álbum "Seeds Of Love", e isso foi depois da primeira passagem da dupla pelo Brasil no Hollywood Rock de 1990. O disco era de certa forma uma homenagem aos Beatles, com várias citações ao Fab Four em suas faixas, e possuia arranjos riquíssimos cheios de detalhes.
Mas quis o destino que eu fosse conferir só agora o Tears For Fears ao vivo. O show aconteceu no Citibank Hall, na Barra, com ingressos esgotados.
A abertura veio com um dos seus maiores hits: "Everybody Wants To Rule The World". Só que nas 3 primeiras músicas do set, incluindo o super sucesso “Sowing The Seeds Of Love”, parte do sistema de som do Citibank Hall falhou, e Roland Orzabal cantou em volume baixíssimo, sem perceber o problema. O público tentava avisar, através de gestos, e gritando: “Som! Som! Som!”. A apresentação parou, o problema técnico foi sanado, e pra satisfação de todos, o som permaneceu perfeito até o fim.
Aliado a qualidade sonora, estava uma bela produção no palco, com três telões que mostravam belas imagens, montados por trás de estruturas metálicas repletas de luzes, que se misturavam criando vários efeitos, que mudavam em cada canção.Com Roland Orzabal na guitarra e Curt Smith no baixo, a dupla mostrava muita qualidade nos vocais, que sempre foi uma de suas marcas registradas. Provaram que o tempo não alterou sua vozes.
Os músicos da banda estavam afiados, e o destaque foi sem dúvida o vocalista canadense de apoio Michael Wainwright que matou a pau, principalmente reproduzindo com perfeição a voz originalmente feita por Oleta Adams na belíssima "Woman In Chains".
O público sofreu com um calor infernal que tomou conta da casa; acredito que o ar condicionado tenha pifado, pois foi a primeira vez que passeu por isso no Citibank Hall. Mas mesmo assim a galera não se incomodou, sempre dançando e batendo palmas mesmos nas menos conhecidas. Todas as canções eram muito bem executadas, em algumas vezes em arranjos até melhores que os originais. Houve espaço para uma cover em homenagem a Michael Jackson, numa arrastada versão para o clássico "Billie Jean".Mas a platéia foi mesmo ao delírio nos superhits que foram tocados em sequência: "Pale Shelter", "Break It Down Again" (que pensei que não fosse rolar, por ser do disco em que Curt Smith abandonou o grupo), e "Head Over Heels". Ao sairem fo palco os fãs começaram a cantar "Shout", numa bela cena. O bis foi consagrador com as já citadas "Woman In Chains" e a mega-pedida "Shout".
O Tears For Fears representa um tempo em que a música Pop não significava porcaria. São a prova que é possível fazer música para as massas com qualidade, belas melodias iluminadas por arranjos bem feitos, e letras inteligentes. Se tivessem surgido agora, Coldplay e Maroon 5 estariam perdidos.
SETLIST:
1 - "Everybody Wants To Rule The World"
2 - "Secret World"
3 - "Sowing The Seeds Of Love"
4 - "Change"
5 - "Call Me Mellow"
6 - "Everybody Loves A Happy Ending"
7 - "Mad World"
8 - "Memories Fade"
9 - "Closest Thing To Heaven"

10 - "Billie Jean"
11 - "Advice For The Young At Heart"
12 - "Floating Down The River"
13 - "Badman's Song"
14 - "Pale Shelter"
15 - "Break It Down Again"
16 - "Head Over Heels"
Bis:
17 - "Woman In Chains"
18 - "Shout"

3 comentários:

  1. Excelente resenha! Estava lá e foi um show realmente ESPETACULAR, só isso!

    O meu álbum favorito do grupo também é o "The Seeds of Love" e concordo PLENAMENTE com a observação de que o TFF "representa um tempo em que a música Pop não significava porcaria. São a prova que é possível fazer música para as massas com qualidade, belas melodias iluminadas por arranjos bem feitos, e letras inteligentes. Se tivessem surgido agora, Coldplay e Maroon 5 estariam perdidos."

    Outro destaque que gostaria de lembrar foi "Badman's Song" ao vivo! Pra mim, foi o melhor momento do show, já que é a minha música favorita deles. Ouvir aquilo ali ao vivo foi surreal!

    ResponderExcluir
  2. Vê-los ao vivo, pra mim, foi extremamente emocionante! Além do belo show com belas músicas, fiquei lembrando das inúmeras vezes que assisti o clipe de Woman in Chains com meu pai(a última no INCA) e especialmente o quanto que ele queria que eu aprendesse a cantar "Breaking down again" com perfeição, por ele considerar a música foda! rs.
    Fiquei feliz por presenciar mais essa pérola da música.
    Obrigada pela cia!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Badman realmente foi um presente! O show é de todo inesquecível!

    ResponderExcluir