Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

SÉTIMO DIA DO ROCK IN RIO

Era o último dia do Rock in Rio, e eu já estava ficando com saudades...
Fomos correndo pra não perder o show dos Mutantes com Tom Zé. Chegamos no Palco Sunset e vi Tom Zé e vários músicos vestidos de terno e faixa presidencial, se despedindo. Pensei: "PQP! Perdi...". Só que depois Sergio Dios e os novos Mutantes entraram no palco, saudaram o público. Por algum motivo não fizeram um show único, apesar de Tom Zé ter voltado ao palco em "MinhaMenina". A surpresa foi a participação em "Ando Meio Desligado"de Beto Lee, filho da ex-Mutante Rita Lee, que até onde sei, estava de relações cortadas com Sergio Dias.
Temos na formação atual apenas um integrante original, mas Sergio é uma lenda viva, um dos melhores guitarristas do mundo, merece muito respeito, e nos proporcional um grande show.
No Palco Mundo vi a abertura, com o fraquíssimo Detonautas. Tico Santa Cruz se esforçou muito e conseguiu conquistar a galera, puxando o saco, usando frases de efeito, e utilizando Raul Seixas, a famosíssima bateria de "We Will Rock You", e no fim o DJ Cléston colocou "Smell Like Teen Spirit"pra saírem ovacionados.
Pitty pouco interagiu com a platéia, se garantiu em seu ótimo acervo de canções, pra fazer uma competente e excelente apresentação.
Corri para o Sunset , pois não perderia por nada o show conjunto dos Titãs com os portugueses do Xuto e Pontapés. Foi foda, o melhor show da noite. As duas bandas têm muito em comum, e estavam muito bem ensaiadas e entrosadas. Onze músicos no palco, me fez lembrar a fase áurea dos Titãs, quando eram oito caras. O repertório foi repleto de clássicos dos discos "Cabeça Dinossauro"e "Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas". As músicas do Xutos e Pontapés combinou bem, pois têm a mesma pegada e influência Punk. Mereciam estar no Palco Mundo.
Por falar no palco principal, voltei pra lá onde o Evanescence estava na metade do seu show. O som estava muito bom, na pressão. Os caras tocam super bem, Amy Lee é bem gatinha, e tem a garganta privilegiada; só que suas músicas e a forma chorosa como ela as canta são um pé no saco.Axl Rose que me desculpe, mas a banda mais aguardada era o System of a Down. Infelizmente o volume da banda ficou baixíssimo durante toda apresentação. A galera pareceu não se importar, porque pulavam, cantavam todas as músicas a plenos pulmões, e as rodinhas de porrada se abriam e pipocavam por todo Rock In Rio. Os integrantes do SOAD estavam empolgados e davam tudo de si. Mas pra um show ser bom é necessário que o som esteja bacana, e lamentavelmente estava muito ruim. A maior decepção do Festival.
Quando terminou o SOAD, a Mell começou a reclamar pedindo pra irmos embora, dizendo que o viadinho do Axl iria demorar horas par entrar, que era domingo. Tentei convencer pra ficarmos, mas um temporal daqueles foi a deixa pra abandonarmos o Rock In Rio. Cheguei em casa encharcado, parecia que tinha pulado numa piscina.
Tomei banho, coloquei uma roupa sequinha, lanchei, liguei a TV, e as gatinhas das apresentadoras do Multishow já estavam sem graça, sem saber o que falar sobre o atraso de Axl para começar o show, que só teve seu início quase às três da manhã.
Como disse meu amigo Bruno Gomes: "Guns 'n' Roses é igual o Nirvana, acabou nos anos 90 e ainda faz sucesso". Mais pura verdade. Seria mais honesto e digno que Axl se apresentasse como carreira solo.
E por falar no decadente vocalista, ele está tão esquisito que parece outra pessoa, como se alguém estivesse usando uma máscara de Axl Rose. Não é só pelo fato de estar muito mais gordo do que no show da Apoteose de Abril de 2010. O cara está muito estranho. Além de estar cantando muito mal, numa espécie de cover de si mesmo. Deu pena, vi 4 músicas e fui dormir.
Depois dessa maratona de música, só nos resta pensarmos em 2013, onde espero que o Medina na próxima edição justifique mais o nome do Festival. Podia começar confirmando o AC/DC, Chickenfoot, Black Label Society, Black Country Comunion, e o Black Sabbath com Ozzy Osbourne. Sonhar não custa nada...
No próximo fim de semana tem mais shows: Tears For Fears e o Deus da Guitarra: Eric Clapton.

Aguardem que em breve farei postagens com fotos e detalhes de todos os shows que assisti no Rock In Rio.

3 comentários:

  1. eu tambem estava lá! e novamente tive a mesma impressão que voce sobre o dia (comentei também no do dia 24) ... Quanto ao Titãs + Xutos não pude ver, estava com uma amiga por assim dizer, e ela encheu o saco pra ver Evanescence, uma pena...

    O som realmente no SOAD estava baixo demais, não sei porque. Será que abaixaram propositalmente pra não "abafar" Axl e banda?

    Abçs, novamente parabéns pelo blog...

    ResponderExcluir
  2. Oi! Pra vc não dizer que eu comento mais no blog...

    * Não vou concordar com vc quanto ao show dos Novos Mutantes, na realidade, foi legalzinho, e só!

    * Detonautas é podre, MUITO podre! Fraco é elogio, aquilo foi uma bela merda! O TSC vive fazendo discursinho com frases de efeito, falando de ir contra o sistema e tudo mais, querendo mostrar que tem "atitude". Explica pra ele que xingar banda 'colorida', o Sarney e fazer aquela porcaria que ele chama de música, rimando 'brócolis com shopping' não é ter atitude!! Além de invadir o facebook alheio pra falar um monte de besteira... Pensando bem, isso até pode ser atitude, mas atitude de BABACA!

    * Show da Pitty foi bonzão! Melhor do que aquele que nós vimos no Circo Voador.

    * Titãs + Xutos, minha ignorância não me permite falar muito, só digo que gostei!

    * Evanescence: Chato, muito chato!

    * System foi bom demais! Mesmo só conhecendo 1/3 do repertório e com o som ruim do jeito que estava, o show valeu muito a pena!

    * Guns... Agora é o momento que me defendo: Injusto vc falar que eu reclamei! Eu avisei desde o início que não iria esperar o "Taxel" entrar e que não fazia a menor questão de assistí-lo naquele dia. A experiência da Apoteose já foi suficiente... E, vamos combinar que perderíamos nossa preciosa noite esperando pra ver aquele cara! Vc viu a reprise, foi uma Merda... Esperar aquele gordo que não canta absolutamente NADA embaixo da chuva? Não, obrigada, preferi ir pra casa dormir!

    De qualquer forma, valeu a pena, o festival foi bacana, com excessão das atrações bem fracas de alguns dias e a mistura de estilos destoantes, o som ruim e a falta de estrutura para atender a demanda em alguns quesitos.

    Ps: Parace que seu colega aí de cima pensa igual a vc com relação ao som do System. Lembra que vc fez o msm comentário?

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Vc não vai msm responder aos comentários?

    ResponderExcluir