Total de visualizações de página

domingo, 26 de fevereiro de 2012

DIRTY LOOPS - TRIO SUECO FAZ MILAGRES COM LIXO POP

Não se deixem enganar pela foto, afinal as aperências enganam...
O Dirty Loops é um Power Trio sueco, que a exemplo da clássica banda progressiva Emerson, Lake & Palmer, dispensa a guitarra para causar impacto e nos deixar boquiabertos tanto com a performance quanto pela qualidade musical.
E realmente fiquei embasbacado ao conhecer a banda. Devo a descoberta a Pedro Cabral, tecladista da Crossroads, que no primeiro dia do ano passou aqui em casa e me mostrou alguns videos. Fiquei louco!
Os três tocam muito e ainda fazem milagres ao transformar verdadeiras babas do lixo pop, como Rihanna, Jusitin Bieber e Britney Spears, em maravilhas com arranjos sensacionais, demonstrando muita técnica em seus instrumentos, e com o detalhe de que as canções continuarem com a pegada dance, pois os músicos são cheios de groove. Pra entender tudo, confira os videos no fim do post, as imagens e o som falam por si.
O destaque é o baixista. Confesso que não identifiquei de cara, se era um rapaz ou uma menina. Pois o visual Emo de Henrik Linder me confundiu. Mas a "bichinha" é um monstro, esbanjando técnica, humilhando em slaps de tirar o fôlego e em solos sensacionais no seu contra-baixo de 6 cordas.
Aaron Mellergårdh com suas viradas parece uma máquina supersônica. É impressionante vê-lo solando no meio da música sem perder o principal que é manter o tempo e o andamento dançante. Ou seja, é um baterista virtuoso em sua técnica mas que está sempre preocupado em trabalhar pela banda, e não em aparecer. E paradoxalmente, o cara está sempre em destaque.
Jonah Nilsson podia usar sua carinha de galãzinho teen pra conquistar as menininhas. Mas seu talento verdadeiro é outro. Consertando: são dois. Nos teclados ele mostra total domínio do instrumento e o feeling das grandes feras do Jazz. E como cantor? Putz... Nilsson canta pra cacete! Com certeza, ele cantando é capaz de deixar gente como Stevie Wonder cheio de orgulho.
A música Pop está a salvo, graças o talento desse Power Trio que deu novo significado a palavra "power" .

"Baby" (Justin Bieber cover):



"Circus" (Britney Spears cover):



"Just Dance" (Lady GaGa Cover ):



"Rude Boy" (Rihanna Cover):



"Sexy back" (Justin Timberlake cover):

17 comentários:

  1. Não assisti a todos ainda, mas os que vi foram SENSACIONAIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mell,
      vc vai ver que todos eles são sensacionais.
      Beijão

      Excluir
  2. que pena q nao sao tao famosos ainda , gosto mt deles e acho q eles têm futuro. Arrasam! fiquei chocada. bjos

    ResponderExcluir
  3. Acredito que é questão de tempo pra essa banda conquistar a fama mundial.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. DEscobri elesno início do ano e me impressionei de cara!! Eles são maravailhosos, e justamente por isso ainda não alcançaram a fama mundial através das rádios!! hahaha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Miriane,
      infelizmente as coisas hoje em dia funcionam assim.
      Beijo

      Excluir
  5. Eles estão trabalhando em um CD, atualmente. :)

    ResponderExcluir
  6. Essa música no final de "Sexy Back", é "Catch Me If You Can" do, também sueco, Danny Saucedo. Aliás, Danny e o Dirty Loops dividiram o palco durante o "Rock Bear" do ano passado.. Com "In The Club". :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela informação.
      Eu só conheço a versão do Justin Timberlake e do Dirty Loops
      Abraço

      Excluir
  7. caramba meu!esses cara sao d+ nao sei se disisto ou mergulho umas 25 horas de estudo na musica ,pra se aprendo algo parecido

    ResponderExcluir
  8. Muito bom!
    Parabéns por propagar banda de qualidade. Rs...

    ResponderExcluir
  9. Não são famosos ainda no país da mídia que enaltece Rock in Rio, Anittas, Naldos, Ivetes, Claudias, Kãozinhos do forró e outras bobagens. Lá fora estão bombando.

    ResponderExcluir
  10. Só porque o baixista pinta as unhas de preto e usa um estilo de cabelo que infelizmente foi banalizado por pessoas do cenário do Rock como "Emo" e é considerado como "bichinha" na matéria, que se não tivesse dito isso, teria sido uma matéria perfeita, mas enfim, fazer o que, a sociedade esta em decadência e quanto mais os padrões naturais de beleza estiverem por cima, quero dizer, enquanto predominar assim, e, tudo o que seja considerando como "diferente" e "estranho" continuaram a dar esses rótulos medíocres, pelo cabelo, roupas e estilos. Lamentável isso, mas enfim, o trio manda muito bem mesmo.

    ResponderExcluir
  11. tudo de bom!!!!! o baixista toca demais e é peso de lindo !

    ResponderExcluir
  12. Sei q faz tempo essa matéria, mas parabéns.
    Sou acadêmico de licenciatura em música e pretendo defender o TCC sobre a progressão harmônica de Baby, tocada por eles. Caso alguém tenha algo a somar, qualquer informação sobre eles, sobre a música, ou o estudo deles, por favor, compartilhem..
    face: Alvani Calheiros
    Email: alvanicalheiros@hotmail.com
    Parabéns e obrigado!

    ResponderExcluir