Total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

AMY WINEHOUSE - MINHAS OPINIÕES SOBRE A ESTRELA

Por favor, me desculpem os críticos especializados e os milhões de fãs de Amy Winehouse, mas não consigo me empolgar com a moça. Não entendo porque tantos elogios estupefados, e as comparações exageradas com Divas eternas como Aretha Franklin.
Sei que hoje em dia o nível das estrelas pop está baixíssimo, o mais importante é a cantora estar malhada e com o corpinho com tudo em cima, não se preocupando muito em montar um bom repertório, e em criar seu próprio estilo, e no fundamental que é cantar bem; vide Britney Spears e suas genéricas.
Talvez por isso, tanta gente se encante por Amy, afinal estilo ela tem de sobra. Também não dá pra negar que canta muito bem. Mas acho que esses fatos não justificam tanto alarde.
Winehouse está longe de ser inovadora, suas roupas, corte de cabelo e forma de cantar são retrô, tudo com sonoridade sessentista, se apoiando nos ombros da soul music americana, nas levadas do R&B tradicional, tudo embalado numa produção que tenta passar um ar de modernidade.
Parece que a maioria está mais interessadas nos seus escândalos, baixarias, problemas com drogas e alcoolismo, e nas confusões que cercam sua carreira desde o início. Tudo isso alimenta a mídia sensacionalista, e as várias pessoas (que inclusive conheço algumas) que falam que são fãs, mas nem mesmo conhecem as suas músicas.
Há uma enorme forçação de barra no uso do comportamento auto-destrutivo de Amy, na tentativa de aproximá-la à legendárias cantoras como Billie Hollyday e Janis Joplin, que tiveram uma vida de sofrimento e excessos, e por isso carreiras meteóricas.
Por causa dos urubus da mídia e das grandes gravadoras, Amy acaba numa posição mais do que arriscada, pois a cada novo escândulo sua fama e suas vendagens aumentam, num perigoso jogo. Tenho certeza que muitos de seus empresários acham que ela vale mais morta , porque assim consumariam a criação do mito e teriam seus lucros chegando a níveis estratosféricos.
Por curiosidade, pra conhecer melhor seu trabalho e entender melhor a comoção, gostaria de ter conferido uma de suas apresentaçõoes. Mas os preços já tradicionalmente exorbitantes me fizeram mudar de idéia.
Parece que Amy no geral se saiu bem na sua turnê brasileira, que serve como tentativa de retomada na carreira; apesar de ter se mostrado com comportamento bipolar, e pelos deslizes ao esquecer as letras.
Espero e desejo que Amy Winehouse consiga superar seus inúmeros problemas, e que não caia nas armadilhas e artimanhas daqueles que pregam que ídolo bom é ídolo morto.
Tomare que consiga me convencer em vida do seu enorme talento.
Pra mostrar que não tenho má vontade com a menina, aí vai uma raridade, Amy cantando "All My Love" dos Beatles:

6 comentários:

  1. Oi

    Concordo plenamente com tudo o que vc disse.
    Embora a voz de Amy seja muito bonita,o que mais se valoriza é a questão dos escândalos provocados por esta "moça".
    No mais, é lamentável que as Divas estejam desaparecendo do cenário musical, tal qual as grandes bandas de rock que a cada dia ficam viúvas de seus fantásticos vocalistas, deixando um vazio em nossos corações saudosos de suas belas interpretações...
    Pois então...Um brinde às boas lembranças!

    ResponderExcluir
  2. Sou fã dela, mesmo com todos os problemas que ela tem passado, não posso negar que ela é muito talentosa. Acompanho o trabalho dela desde o primeiro álbum, da fase antes das drogas, me agrada e muito. Para mim é uma das melhores cantoras do momento.

    ResponderExcluir
  3. ...curto muito as músicas dela, sua personalidade excêntrica e tal, mas concordo com o post... a mídia (como sempre!) é que força a barra! bando de urubus, rsrsrs

    Muito bom o teu blog, tô seguindo...

    ResponderExcluir
  4. Oi Vivi, sei que vcocê é fã dela, mas eu por enquanto ainda não me encantei pela Amy.
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Oi Drih,
    obrigado, fico feliz por ver que voce curte meu blog. Quero sempre ver seus comentários aqui.
    Bjo

    ResponderExcluir