Total de visualizações de página

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

ANIVERSÁRIO DO MESTRE JOHN PAUL JONES - 65 ANOS

Hoje, John Paul Jones, o eterno baixista e tecladista do Led Zeppelin, completa 65 anos de idade. Um dos mais importantes e influentes nomes do contra-baixo do Rock, deixou sua marca sempre de forma elegante, criativa e precisa.
Durante os anos 60 foi um dos músicos de estúdio mais requisitados na Inglaterra, chegando a gravar com os Rolling Stones, Herman's Hermits, Donovan, Jeff Beck, Cat Stevens, Rod Stewart, Shirley Bassey, Lulu, entre muitos outros.
Foi durante uma das sessões de gravação com Donovan, que conheceu o guitarrista Jimmy Page, voltando a se encontrar no álbum “Little games” dos Yardbirds onde John fez os arranjos orquestrais e tocou violoncelo na faixa de abertura. Quando o baixista Chris Dreja decidiu abandonar os Yardbirds para seguir a profissão de fotógrafo, John foi a primeira opção de Page para formar os “New Yardbirds", que depois mudariam o nome para Led Zeppelin, conquistando o mundo.
No Zeppelin também tinha participação importantíssima nos arranjos e pilotando seus teclados, em momentos marcantes da banda como "No Quarter", "All My Love" e "The Rain Song", aonde mostrava suas influências jazzísticas e dos grandes compositores clássicos como Rachmaninov.
Durante os anos 70, enquanto ainda era membro do Led Zeppelin, também fez participações em discos de nomes como Peter Green, Roy Harper e Paul McCartney & Wings.
O Led Zeppelin encerraria suas atividades em 1980,com a morte do grande baterista John Bonham, os três remanescentes (Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones) voltariam a tocar juntos só em 1985, no Live Aid no palco da Filadélfia, com Phil Collins e Tony Thompson na bateria, e o baixista Paul Martinez (músico que fazia parte da banda que acompanhava Plant em sua carreira solo), com Jones tocando teclado.
Três anos depois, com Jason Bonham (filho de John) na bateria, tocaram no aniversário de 40 anos da gravadora Atlantic. Esta formação ainda voltou a tocar no 21º aniversário da filha de Bonham, Cármen, e no casamento de Jason, para poucos e priveligiados convidados.
Em 1995, o Led Zeppelin entrou para o "Rock and Roll Of Fame" dos EUA, e durante a cerimônia de entrega do prêmio Jones, Plant, Page e Jason Bonham se apresentando ao lado de Steven Tyler e Joe Perry (respectivamente vocalista e guitarrista do Aerosmith).
Neil Young também participou, e tocou "WhenThe Levee Breaks", tendo Michael Lee substituindo Jason na bateria.
Em 10 de dezembro de 2007, os três membros originais do Led Zeppelin e Jason Bonham reuniram-se mais uma vez, num show em tributo a Ahmet Ertegün, fundador do selo Atlantic (morto em 2006), na O2 Arena, em Londres, tocando para vinte mil pessoas.
Nos anos 80, tocou em discos de vários artistas, R.E.M., Heart, Ben E.King, The Mission, Brian Eno e voltou a gravar com Paul McCartney.
O seu primeiro álbum a solo “Zooma” foi lançado em 1999, seguindo de “Thunderthieh” em 2001, onde pela primeira vez se arrisca nos vocais.
No ano de 2005, Jones gravou o baixo no CD do Foo Fighters "In your Honor". Onde começou forte amizade com Dave Grohl, que acabou dando frutos em 2009, com a formação do power-trio, Them Crooked Vultures, formado por Jones no baixo, Grohl na bateria e Josh Homme (Queens of the Stone Age) nas guitarras e vocais. Lançaram um disco que foi considerado um dos melhores discos de Rock do ano.

2 comentários:

  1. Realmente uma lenda..parbéns Paul Jones!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Raffael,
    Vida longa a John Paul Jones.
    Obrigado pela visita e pelo comentário.
    Abração

    ResponderExcluir