Total de visualizações de página

sábado, 21 de maio de 2011

17 de Maio de 2011 - SHOW "INFÂNCIA LIVRE" - TEATRO MUNICIPAL (RJ)

O show "Infância Livre", organizado pela ONG Childhood Brasil, levou alguns dos maiores nomes da MPB ao palco magistral do Teatro Municipal, num evento com intuito de arrecadar fundos para projetos de apoio à criança.
Foi uma grande oportunidade de ver na mesma noite, grandes feras da nossa música, e ao mesmo tempo realizar o nobre gesto de ajudar a quem precisa.
Assinava a direção do espetáculo Monique Gardenberg, com a belíssima iluminação de Maneco Quinderé, e a Cenografia do gênio Gringo Cardia, que utilizando produtos reciclados criou lindos cenários, com destaque para as rosas vermelhas gigantes que serviram de fundo para o dueto de Sandra de Sá e Seu Jorge.
A abertura ficou com Rodrigo Costa, cantor mirim di projeto Nós do Morro, que cantou "Adota Eu" com a participação do Olodum Mirim, e de Maria Gadú que surgiu de surpresa no palco.
Depois Gadú cantou o hino tropicalista "Divino Maravilhoso" de Caetano Veloso. Um grande destaque da noite foi a superbanda, que contava com metais, cordas e músicos de altíssimo gabarito como o baixista André Vasconcellos, o saxofonista Zé Canuto, e o percussionista Marco Lobo.
O próprio Caetano foi o próximo, surgindo de terno cinza pra cantar "Gente". Depois, sozinho, ao violão levou "Help" dos Beatles, na mesma versão gravada por ele mesmo no LP "Jóia" de 1975.
No finzinho de "Milagres do Povo", Djavan apareceu com seus característicos improvisos vocais. Caetano se despediu, para que Djavan em seu elegantíssimo terno preto cantasse "Alegre Menina" (de autoria de Dorival Caymmi), que foi a primeira canção gravada em sua carreira, e lançada na trilha sonora da novela global "Gabriela".
Djavan lembrou de sua mãe, que segundo ele desempenhou papel importantíssimo na sua formação musical, sendo a maior responsável por ele ter virado um artista; e assim, dedicou "Oceano" à saudosa Dona Virgínia.
Djavan estava numa noite especialmente inspirada, cantando muitíssimo bem e de forma emocionante. O som estava perfeito, banda afiada, belíssimos arranjos, o que dava mais brilho a sua voz.
Acompanhada pelo pianista Marcelo Bratke, Sandy interpretou "Melodia Sentimental". Acho essa menina um "pé no saco", mas tenho que dar o braço a torcer, e admitir que se saiu muito bem, enquanto os bailarinos Ana Botafogo e Thiago Soares faziam seu número.
Mas falando em bela voz e interpretações emocionadas, eis que surge Milton Nascimento, mostrando que voltou a velha forma. Milton segurou uma nota em falsete por longos segundos, com fôlego de menino. É um grande privilégio escutar a mais bela voz do Brasil, mesmo que seja apenas em duas canções.
Seu Jorge e Sandra de Sá cantam juntos "Um Dia de Domingo", que originalmente foi gravada em dueto por Gal Costa e Tim Maia; e não fazem feio, principalmente Sandra que deu show. Vozeirão, no nível das "gringas negonas".
A dupla ainda teve um número com a bateria mirim da Mangueira.
Maria Bethânia é sempre uma gigante no palco. Interpretação, postura e a própria presença que de tão forte parece ter algo mágico, que hipnotiza e domina a todos. Sem dúvida, uma artista de primeira grandeza.
E ela serviu com mestre de cerimônias, para encerrar com todos os músicos na empolgante "O Que É, O Que É" de Gonzaguinha. Milton Nascimento foi o único que não voltou ao palco para o desfecho do espetáculo.
Uma noite pra ficar pra sempre na memória: música de alta qualidade, ótima compania, num lugar maravilhoso, aonde visitei pela primeira vez.
SETLIST:
1- "Adota Eu" - Rodrigo Costa . Maria Gadú e Olodum Mirim
2- "Divino Maravilhoso" - Maria Gadú
3- "Gente" - Caetano Veloso
4- "Help" - Caetano Veloso
5- "Milagres do Povo" - Caetano Veloso
6- "Alegre Menina" - Djavan
7- "Oceano" - Djavan
8- "Melodia Sentimental" - Sandy e Marcelo Bratke
9- "Coração de Estudante" - Milton Nascimento
10- "Maria Solidária" - Milton Nascimento
11- "Um Dia de Domingo" - Sandra de Sá e Seu Jorge
12- "Os Meninos da Mangueira" - Sandra de Sá, Seu Jorge e Mangueira do Amanhã
13- "Sonho Impossível" - Maria Bethânia
14- "João e Maria" - Maria Bethânia
15- "O Que É, O Que É" - Todos

Nenhum comentário:

Postar um comentário