Total de visualizações de página

domingo, 29 de abril de 2012

A SAGA DE UMA FÃ DESESPERADA PARA VER PAUL MCCARTNEY NO RECIFE - Por Maysa C.V.


Eu bem que queria, mas não rolou... Ah, você acha coisa de maluco se despencar do Rio, viajar milhares de quilómetros por causa de um artista com seus quase 70 anos, num show que já foi visto pelo menos por 3 vezes? Só que Paul McCartney não é um artista qualquer; ele é o cara!
Seus admiradores  e fãs também são especiais. E alguns deles são capazes de enfrentar inúmeras dificuldades e de encarar grandes sacrifícios para se sentirem mais pertos de seus ídolos. Entre eles está Maysa, a mais nova colaborado do RocknRoll4Ever, "importada" de Sampa.
Leia abaixo o relato que ela escreveu contado sua aventura em Recife. Ela ainda foi pra Floripa pra assistir ao Macca. Mas isso é outra história:
Bom, meu desespero começou quando surgiram os rumores da vinda de Paul. Aí pensei “ah 1 mês para Recife? É mentira”. Antes fosse, tolinha! Começou meu chororô aqui. Quando confirmou, parecia um pesadelo. Três dias de choro. Eu pensava “gente, eu nem terminei de pagar minha ida pro Rio”. Desespero. Estava desolada. Eis que parei de chorar, corta daqui, economiza dali e resolvi que ia. Não poderia ficar sem ver o homem da minha vida. Preço alto, sacrifício indescritível. O que passei e vou passar, eu resumo com essa frase da música Pagu: “....só quem morreu na fogueira sabe o que é ser carvão...” . E faria tudo de novo. Bom, chega de mimimi. Cheguei na fila pro show de Recife sexta-feira às 11 horas. Reencontrei colegas de longa data e conheci pessoalmente alguns virtuais. Entrevistas, fotos, pagação de mico master. Sol, calor, sede e fome. Por problemas técnicos voltei no outro dia. Briga, discussão, sempre a educação de terceiros dizendo “problema seu”. Estresse. Alegria. Pessoas queridas na fila. Quase grade, mas exatamente na direção de Paul McCartney. Quando ele entrou comecei a chorar. Pensei em tudo o que eu fiz para estar lá e como valia cada sacrifício, como ele me fazia bem e como me alegrava olhar para ele.
Ai, gente, como ele é lindo, LINDOOOO!!! Dessa vez eu não olhei o setlist, quis surpresa. Mas já tinha uma leve noção do que ia ver e ouvir. “Junior´s Farm” e “The Night Before” para mim foram novidades ao vivo. “Maybe I´m Amazed” era minha tão aguardada música. É, essa completou com “My Love” a fase “vou lá cortar os pulsos e já volto”. “My Valentine” com Johnny Depp e Natalie Portman no telão estava lindo de doer! Gente, por que eu não tenho alguém que sequer toque isso para mim?


Finalmente ele tocou “Yellow Submarine” aqui no Brasil pela 1ª vez, em homenagem ao Ringo. Como se não bastasse terminar com “The End”, tocou o Medley “Golden Slumbers” / “Carry That Weight”. Além das citadas, minhas favoritas desse show: “Jet”, “Got to Get You Into My Life”, “Let Me Roll It”, “ Mrs Vandebilt”, “I´ve Got A Feeling”, “Ob La Di O bla Da" (onde foi feito um grande carnaval, com máscaras do Paul e bexigas coloridas). Ok, percebo que estou colocando todas as músicas, resolvi parar. Mas estas são as minhas favoritas tocadas no show.
Muito calor durante o show, não forneceram água para quem estava perto do palco (alegaram motivo de segurança), não tinha como comprar qualquer líquido e o resultado foi muita gente passando mal. Meu cérebro começou a falhar. Vi que era hora de sair para beber água antes que saísse carregada. Assisti de longe o finalzinho do show. Passei mal, é verdade, mas estava muito feliz. É muito bom acabar de assistir a um show desses e sair sabendo que no outro dia teria mais.
Saí de lá eu fui para a fila. Sim, dormi em uma barraca, eu e mais 4 pessoas. Medo. Como estávamos em poucos, não teve policiamento efetivo, passavam esporadicamente pelo local. Amanheceu, guardei lugar para quem foi para casa tomar banho. Dor no corpo, de chorar...
Fui para a casa de um amigo em Olinda (perto de carro,mas distante de condução). Tomei banho, comi e descansei um bocadinho. Quando retornei ao Arruda,encontrei um amigo de SP que disse “ué, você não entrou no HOT SOUND?” “Oi? Como assim???” Isso que vocês leram.
O Brian, segurança do Paul McCartney foi na fila e pegou os 80 primeiros para assistir a passagem de som, pois o HOTSOUND estava com poucas pessoas. Imagine alguém desesperada, eu era a segunda da fila!!! Aparece o Thiago, primeiro da fila. Também tinha ido tomar banho... Ninguém para nos ajudar, nem para chamar o Brian. Sorte nossa, que uma moça que trabalhou na organização, viu a gente desde sexta e conseguiu nos colocar pra dentro. Aí começou o mimimi de quem tinha conseguido entrar, como se a gente tivesse caído de paraquedas.
 
Apareceu o Brian e disse que ele tinha cometido um erro, ele tinha esquecido que as pessoas que ali estavam tinham pago por aquilo. Que ele garantia que nós iríamos ouvir a passagem de som, e entraríamos primeiro que as outras pessoas (justo). E ele cumpriu o que prometeu. Tive sorte, de onde eu estava vi todo o HOTSOUND. E consegui até tirar fotinhos (Paul estava muito lindo, de colete e calça jeans).  
Consegui pegar grade perto do Rusty. Ele é muito simpático durante o show, lê os cartazes, corresponde aos acenos, etc. Confesso que custei para perceber a presença dele, só tinha olhos para o Sir mais lindo da  Terra.
 
Nesse segundo show,o calor continuava a La “Hellcife”, mas dessa vez eu tinha água e a grade ventilava mais. Nossa, nesse show eu surtei! Me diz gente, o que é “Live And Let Die”, alguém me responde por favor??? Eu tenho medo de fogos de artifício, imagine eu naquele calor e o show com labaredas??? Nesse show eu curti muito mesmo, para mim, só perdeu para o 1º show de São Paulo. E o momento refrão “Hey Jude foi muito lindo, inesquecível!
 
Levei um cartaz escrito “calor, fome e sede por 72 horas “só” por um abraço”. Brian leu e fez o seguinte comentário “hum... hug!”. Ali vi que não tinha chance. E já comecei a pensar no que faria para o próximo show... (eu tenho fé, me aceitem!). Fiquei muito feliz por Hermilo e seu filho, que subiram ao palco. Imagina um cara gente boa! 
 
Percebi que as homenagens não surtiram tanto efeito, difícil superar os balões brancos de São Paulo (onde ele se emocionou e depois que acabou a turnê disse que foi o melhor show da turnê e um dos melhores da carreira) e os NaNANa´s do Rio de Janeiro, que foi realmente surpreendente! É claro que ele gostou, mas não foi tudo isso. Achei bem mais tocante ele se emocionar em “Here Today” no segundo show do Recife. E essa foi a 1ª vez que chorei com essa música.  
Eu, que não conhecia o Nordeste, amei a cidade de Recife. Me incomodou não o calor, mas o sol. Gente, como o sol do Nordeste arde!!! Os moradores recebem muito bem que é de fora, e o pessoal da organização do evento, moradores de lá, foram gentis e pacientes com os fãs, na medida do possível. Inclusive os policiais militares, que fizeram a guarda do local.



SETLIST (Recife - 21 de Abril de 2012): 
Magical Mistery Tour
Junior’s Farm
Jet 
Bis (1):
Lady Madonna
Bis 2:



SETLIST (Recife - 21 de Abril de 2012): 

2 comentários:

  1. Olá! Como boa amante do rock n roll, amei o blog, mas vou pedir um favorzinho... Me chamo Roberta, sou a moça da foto da tatoo dos 4 símbolos, do led, que vc usa aí no seu banner. Gostaria que retirasse a foto ou, se possível, colocasse meu nome na mesma, pois estou vendo que ela tá rodando a net e não sei se isso é bom... rsrs.. Como seu que é um espaço pequeno, naum sei se vai rolar d colocar meu nome, mas ficaria mto grata se vc tomasse uma dessas providências, okay?

    Caso queira me adicionar no face pra trocarmos mais idéias, adicione /RobertaPlant
    Aguardo sua resposta!

    Bjossss

    ResponderExcluir
  2. Oi Roberta,
    entrarei em contato em breve.
    Bjo

    ResponderExcluir