Total de visualizações de página

quinta-feira, 26 de abril de 2012

MORRE DICRÓ,O ÚLTIMO MALANDRO


 Morreu, aos 66 anos, no final da noite de quarta-feira (dia 25), o último malandro, o sambista Carlos Roberto de Oliveira, o grande Dicró. Lutando contra os efeitos da diabetes, o cantor e compositor passou mal em casa, no bairro de Mauá, por volta das 22h, após retornar do hospital onde havia realizado uma sessão de hemodiálise. Segundo parentes, Dicró, antes de sofrer o infarto, reclamou de dores na cabeça. Mesmo encaminhado para o Hospital Central de Magé, o sambista não resistiu e morreu.
Figuraça,  bem humorado e bonachão, seus sambas eram sempre irreverentes e engraçadíssimos. Seu tema preferido era a Sogra, que ganhou vários sambas em homenagem como "A Vaca da Minha Sogra", e "O  Bingo". Era um grande cronista da vida no subúrbio e do jeito carioca de ser.

Dicró era sambista mas com atitude totalmente Rock and Roll. Depois de Chico Anysio, é outro grande vascaíno que nos deixa. Está indo se encontrar com os outros malandros Moreira da Silva e Bezerra da Silva. Vai deixar saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário