Total de visualizações de página

terça-feira, 21 de junho de 2011

PRIMEIRO DIA - 4 HORAS EM TERRAS LUSITANAS

O embarque para Paris seria às 17 15h; é de praxe chegar pelo menos duas horas antes no aeroporto. Tudo certo, malas prontas, passaportes em mãos, com meu pai ao volante fomos ao Antonio Carlos Jobim.
Logo de cara, meu pai começou a estranhar a marcha e o câmbio do automóvel, mas todos acharam que fosse pelo fato dele raramente dirigir meu carro. Até que no comecinho da Linha Amarela ele teve que parar no acostamento. Alguns minutos depois chegou um funcionário da Lamsa (consecionária que administra a linha), e juntos constatamos: a embreagem havia estourado, e o carra deveria ser rebocado. E pegar taxi na Linha Amarela é uma tarefa praticamente impossível.
A Mell lembrou que sua tia Cecília iria também ao aeroporto pra se despedir. Ligamos pra ela, e Cecília foi a nossa salvadora nos levando, enquanto meus pais aguardavam o guincho. Pegamos um trânsito monstro até chegar na entrada da Ilha do Governador.
Mas apesar de todo o estresse, chegamos com folga, e no horário marcado o avião partiu. Depois de quase 10 horas de viagem, com direito a assistir abordo 4 filmes inteiros ("Amor e Outras Drogas", "127 Horas", "As Viagens de Gulliver" e o uruguaio "Gigante"), chegamos a Lisboa, numa pequenina escala de 4 horinhas.
Demos uma voltas nas ruas próximas ao Aeroporto Internacional de Lisboa, dessa forma podemos dizer que estivemos em Portugal.... rssss
Estivemos em Berlim, mas não na Alemanha

Nenhum comentário:

Postar um comentário