Total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de junho de 2011

QUINTO DIA - EURODISNEY

Disney era o lugar que a Mell estava mais ansiosa pra ir. Tentei dar uma enrolada, pois achava que Paris tinha coisas muito mais interessantes. Mas depois percebi que também seria um barato passar um dia na Disneylandia.
Pra ela era um sonho de criança. É claro de que quando menino, também sempre tive vontade de ir a Disney, mas achava que era uma coisa tão inatingível, que ficava no mesmo nível dos sonhos de tocar com os Beatles, de voar, ou de ser o Batman. Na minha visão pueril, ir aos Estados Unidos era algo impossível, que precisaria de uma quantidade de dinheiro enorme. E por isso nunca pedi: "Pai, me leva pra Disney?".
A conclusão é que ambos realizamos o sonho infantil de conhecer a casa do Mickey Mouse. Por mais que eu tente me esconder atrás da carapaça do Rockeiro casca grossa, ou do pseudo-intelectual que quer conhecer todos os museus do mundo.
A EuroDisney é dividida em dois: a Disneyland Park e Walt Disney Studios Park. Um fica de frente para o outro, e paga-se ingresso separado. Ou seja, se você quer conhecer os dois, precisa comprar duas entradas. Mas dificilmente conseguirá ir nos dois no mesmo dia.
Nós fomos apenas na Disneyland. E pegamos uma informação errada, de que o parque funcionaria de 10 h às 23h. Na verdade isso só acontece nos fins de semana. Como era uma quarta-feira, ele fecharia as 19h.
Então chegamos as 14 h e descobrimos que só teríamos cinco horas pra conhecer todos os mais de 560 mil m². Deu até pra conhecer, mas em alguns brinquedos como o do Peter Pan e do Buzz Lightyear não conseguimos ir.A primeira parte que visitamos foi ao do Velho Oste, e entramos na "Mansão Mal Assombrada". Não dá nenhum pouco de medo, mas é bem bacana alguns dos efeitos visuais. De lá, nos encaminhamos pra montanha-russa do Velho Oeste.
Em cada atração do parque tem um placar que indica o tempo estimado de espera. Existe a opção de se pagar mais e entrar direto sem fila. O problema é que como não víamos fila, achamos que não fosse verdade o tempo estimado de 68 minutos. Mas devíamos ter acreditado, pois demoramos quase uma hora e meia na fila.
Geralmente anda-se muito desde o momento que se passa pela roleta até hora que efetivamente se entra no brinquedo, então na maioria das vezes parece que está vazio e na verdade está lotado.Na ilha da aventura fomos na montanha-russa "Indina Jones e o Templo da Perdição" que é bem bacana, e no famoso e decepcionante "Piratas do Caribe", que se resume praticamente a um barquinho que entra numa caverna que vai passando por bonecos que fazem movimentos repetitivos em diferentes cenários. Achei bem bobinho, algo mais para crianças.
A parte que achei mais interessante é a referente ao Futuro/Viagens Espaciais, com destaque para a saga "Star Wars", com réplicas das naves do filme e dos robôs R2-D2 e C-3PO
Tem um simulador inspirado no "Guerra das Estrelas", que é um pouco ultrapassado, que talvez criasse frisson na época da inauguração da EuroDisney, mas que hoje em dia, perde-se um pouco a graça.
Mas o melhor de todo o parque é a montanha-russa (mais uma...) "Space Montain", que é extremamente radical. Adrenalina pura!
Um pouco antes de fechar, vimos o desfile das Princesas Disney. Eu sempre adorei todas elas: Branca de Neve, Bela, Cinderela, Aurora (a Bela Adormecida), Jasmine, Ariel, Tiana e a mais nova Rapunzel (do filme mais recente "Enrolados"). Rsss
As lojas e bares continuam abertos, e o acesso fica liberado pros dois parques, depois das 19h. Inclusive a maior e melhor loja fica no Walt Disney Studios Park. Tem que se tomar muito cuidado pra não se gastar por lá uma fortuna em compras.
Comprei pra Mell as orelhas da Minnie. A moça ficou tão emplogada e feliz que entramos no trem de volta à Paris com ela usando o acessório.
Pela foto da pra ver pelas sacolas que carrego, que não consegui escapar de gastar uma grana forte...Vale deixar uns esclarecimentos. A Disney fica localizado em Marne-la-Vallée, a 32 km da capital francesa. A melhor forma de chegar é pegar RER, que é um tipo de trem de alta velocidade.
O problema que se faz a integração entre Metrô e RER de graça, quando se está no limite de Paris. Mas quando se sai dos limites da cidade, o certo é sair da estação e comprar uma nova passagem, que é bem cara. O rolo todo é que quem estiver desavisado, faz a conexão direta e quando chega na estação onde fica a Disney não consegue passar com o ticket pela roleta de saída. E pode acontecer coisa pior, se rolar alguma fiscalização durante a viagem, e o funcionário constatar que tem alguém no trem com a passagem errada, aplica sem piedade uma multa pesada.
Portanto se você pretende visitar a EuroDisney fique atento a esse detalhe.

7 comentários:

  1. hahahaha Sem dúvida tava mesmo MUITO ansiosa pra ir a Disney! Sonho realizado e alma lavada! hahahaha Foi uma pena mesmo termos chegado tarde, mas valeu a pena, e tb cada euro gasto naquelas entradas / passagens CARÍSSIMAS!! rs
    Obrigada =)

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Tenho que concordar, vc parece um menininho. Oh, boy!!!

    ResponderExcluir
  3. É mesmo? Que bom q tem gente q me vê como um menininho.
    Ganhei o dia!
    :-)

    ResponderExcluir
  4. Ola, valeu pela dica. Estarei la em setembro. Bjos!
    Mariana Ferreira

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari,
    Que legal, Mari. manda um abraço pro Mickey
    Beijão

    ResponderExcluir