Total de visualizações de página

domingo, 26 de junho de 2011

SÉTIMO DIA - INDO PARA LIVERPOOL

Acordamos super cedo pra pegar o metrô, e pra chegar num bom horário na Estação Gare du Nord, aonde pegaríamos o trem para Londres às 6:50 h.
Ao chegarmos, ficamos acompanhando pelo painel os horários e plataformas pra saber onde pegar o nosso trem. Até que a ficha caiu... Como se tratava de uma viagem internacional, devíamos antes fazer o check in, passar pela alfândega. Além disso, descobrimos que o embarque era no andar de cima. Conclusão: Iríamos perder o trem.
Subimos as escadas correndo, e meu irmão começa a perguntar se todos estavam com seus passaportes, até perceber que ele mesmo havia esquecido o dele.
Os funcionários foram super educados, e tentaram nos acalmar, dizendo que trocaríamos as passagens para o próximo trem, e para o Ricardo voltar em casa pra pegar o passaporte, e que ele não perderia a viagem.
Então, eu, Mell e Letícia fomos embarcar, enquanto Ricardo pegava um táxi pra buscar seus documentos.
Chegando em Londres, pegaríamos outro trem para Liverpool. A sorte que inteligentemente, meu irmão comprou a conexão, com um bom espaço de horas, pra justamente qualquer imprevisto.
No fim deu tudo certo: ele chegou em Londres exatamente uma hora depois que a gente
A viagem Paris x Londres é bastante confortável, sem o aperto dos aviões. O trem chega a 300 quilômetros por hora e cobre a distância entre Paris e Londres em apenas duas horas e quinze minutos. Para aqueles que têm grandes expectativas sobre passar por baixo do mar dentro de um trem, pode ser um pouco decepcionante, já que, como em qualquer outro túnel, não dá para apreciar a paisagem exterior. No entanto, a tecnologia envolvida em cavar o túnel por baixo do mar é muito impressionante. De qulaquer forma, dormi praticamente o percurso todo. Fechei os olhos em Paris e abri os olhos nos campos ingleses.
Ficamos esperando o Ricardo, na belíssima estação de St. Pancras, aquela do primeiro filme do "Harry Potter". Tomamos um capuccino, trocamos Euros por Libras, e logo ele chegou.
Pegamos metrô até estação de Euston, pra pegarmos o trem para Liverpool. Antes de chegar à Terra dos Beatles, fizemos uma escala na cidade de Crewe.
Não resisti, e lá homenageamos o Funk Carioca: "Crewe! Crewe! Crewe!'
A primeira parada em Liverpool é no Aeroporto da cidade batizado de John Lennon. O trajeto total entre Londres e Liverpool ficou em torno de uma hora e meia.

4 comentários:

  1. Muito nice !
    Lucas Medeiros

    ResponderExcluir
  2. Lucas,
    vc não imagina o quanto...
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Muito legal, cara. Estive lá em Maio, e foi uma pena que fiquei apenas um dia. MAs deu pra fazer uma noitada com muita Guinnes no Cavern, ver duas bandas muito boas, ir no museu e fazer um rápido tour.

    Quero voltar, cidade ducaralho!
    Fabio Das Understein

    ResponderExcluir
  4. Oi Fabio,
    eu fiquei dois dias e achei pouco...
    Também pretendo voltar
    Grande abraço

    ResponderExcluir