Total de visualizações de página

segunda-feira, 24 de maio de 2010

22 de Maio de 2010 - PEDRO MARIANO NO TEATRO SESI - JACAREPAGUÁ

Foi a quarta vez que assisti a um show de Pedro Mariano, e é a terceira com esse formato: Pedro na bateria acompanhado pelos excelentes músicos Leandro Matsumoto (baixo) e Conrado Góis (violões e guitarra). A última vez foi em Fevereiro do ano passado na Lona Cuktural de Jacarepaguá.
Dessa vez também foi no mesmo bairro, mas no belo Teatro SESI. Felizmente não rolou a palhaçada de não permitir que tirem fotos, elas foram autorizadas, desde que não se usasse flash; é claro que isso foi desobedecido por todos.
Pedro Marianos estava bastante descontraído e engraçado, sempre mandando piadas e brincando com sua banda e com o público. Ele abre cantando e tocando percussão com "Teatrinho" do seu mais novo CD. Ele explica que com esse formato, simplifica a parafernalha, e diminui os custos, e assim consegue tocar em lugares que normalmente não teriam condições. Ele continua e agita a platéia com o samba "Profissionalismo É Isso Aí", dos mestres Aldir Blanc e João Bosco, presente no seu segundo disco.
Manda uma do repertório da sua mãe: "Ladeira da Preguiça" de Gil. Por falar nisso, pedro já mostrou que tem talento e estrada de suficientes pra sair da sombra dos pais Elis Regina e Cesar Camargo Mariano, o que não é fácil, pois são dois gigantescos baluartes da MPB. E mesmo não atingindo tanto sucesso comercial quanto sua irmã caçula Maria Rita, ele construiu uma sólida carreira, conquistando fãs fiéis e apaixonados.
Canta a bela "Beijo Partido", famosa na voz do "Tio" Milton Nascimento, e presente no projeto "Um Barzinho, Um Vioão - Novela Anos 70", que teve direito a solo de Matsumoto com seu baixo fretless; para o meu deleite, ele nos brindou com outros solos durante o show.
Pedro demonstra desenvoltura, cantando e ao mesmo tempo tocando bateria, de forma natural, sem uma coisa atrapalhar a outra, e leva as canções "Passado (do seu disco de estréia), "Estrela de Papel" (do mais recente "Incondicional"), "Quarto Vazio" e "Ventania" (ambas do Cd de 2007).
Abandona a bateria, pra começar o que ele chamou de "Momento Karaokê", aonde exigiu que todos cantassem as clássicas "Se" do Djavan e "Se Você Pensa" de Roberto Carlos. Aproveita pra fazer piada do frio que fazia no teatro, dizendo que agora entendia porque a banda de pinguins que abriria o espetáculo desistiu alegando que a temperatura estaria muito abaixo das que eles estavam acostumados. Realmente eu de casaco estava batendo queixo.
De volta a batera, Pedro canta os dois primeiros grandes sucessos de sua carreira: "Tem Dó" e "Voz no Ouvido" (presentes no segundo CD de 2000), e o coro que o acompanhava continuou firme e forte.

Antes de "Simplesmente", conta a importância dessa canção pra sua vida, e todas as dificuldades que passou pra conseguir lançar o CD "Incondicional", que ficou 5 anos engavetado, e que não conseguia nem ouvir essa música de tanta raiva e desgosto com o ocorrido, e que agora que conseguiram lançar o disco, pra ele e os músicos da banda, tocá-la é a parte favorita do show.
Saem do palco depois de executarem "Três Moedas", que Pedro Mariano ganhou de presente de Frejat pro seu seu novo álbum. é claro que começou a gritaria, principalmente da mulherada pra que voltassem e continuassem tocando.

Voltaram com "Pode Ser" composta por Jorge Vercilo, que começou a empolgar os presentes. Pedro Mariano disse que começaram com menos 18 graus abaixo de zero, e estão acabando com 42 positivos; motivo: provavelmente desligaram o ar condicionado com a primeira reclamação do cantor, depois desse novo comentário, o ar foi religado e a temperatura finalmente ficou agradável.
Com a pergunta: "Vamos dançar?", fez com que imediatamente, muita gente levantasse em direção ao palco, pra tudo acabar como um grande baile com as dançantes "Tá Tudo Bem" e "Livre Pra Voar".

SETLIST:
1- Teatrinho (Cáudio Lins)
2- Profissionalismo É Isso Aí (Aldir Blanc / João Bosco)
3- Ladeira da Preguiça (Gilberto Gil)
4- Beijo Partido (Toninho Horta)
5- Passado ( João Marcelo Bôscoli / Wilson Simoninha/ Max De Castro)
6- Estrela de Papel (Edu Tedeschi)
7- Quarto Vazio (Daniel Carlomagno)
8- Ventania (Jair Oliveira)
9- Se (Djavan)
10- Se Você Pensa (Roberto Carlos / Erasmo Carlos)
11- Tem Dó (Baden Powell / Vinicius De Moraes)
12- Voz No Ouvido (Jair Oliveira)
13- Simplesmente (Samuel Rosa / Chico Amaral)
14- Quase Amor (Jorge Vercilo)
15- Nau (Max de Castro / Daniel Carlomagno)
16- Três Moedas (Frejat / George Israel / Mauro Sta. Cecilia)
BIS:
17- Pode Ser (Jorge Vercilo)
18- Tá Tudo Bem (Mauricio Gaetani e João Andrade)
19- Livre Pra Voar (Claudio Zoli / Bernado Vilhena / Flavio Venutes)

2 comentários:

  1. Esse show! Como disse antes, não conhecia mto dele, mas o que eu conhecia, gostava... Fiquei bem feliz de poder vê-lo ao vivo (e ao seu lado)! Que voz que ele tem, só faltou " Preciso dizer que te amo " Que, na minha humilde opinião, é melhor que a versão original.
    Acho que vc só esqueceu de acrescentar que ele tá beeeem gordinho, né? rsrs

    Bjs =)

    ResponderExcluir
  2. Ah... não comentei os quilinhos a mais por coperativismo
    :-)
    Beijão

    ResponderExcluir