Total de visualizações de página

sábado, 29 de maio de 2010

28 de Maio de 2010 - TITÃS NO CITIBANK HALL - RJ

Perdi a primeira e única apresentação que os Titãs fizeram no Rio da nova turnê "Sacos Plásticos", que rolou em Novembro do ano passado no Vivo Rio. Nesse ano, também foi por uma noite apenas, mas no Citibank Hall. Apesar da ausência de Charles Gavin, fiz questão de não perder essa nova chance.
Decepção logo na compra dos ingressos: todos os lugares eram sentados, e pior com mesas. Tenho uma bronca enorme de shows com mesas, aonde as pessoas ficam de lado e às vezes de costas para o palco. Se é pra ficar sentado, pelo menos que a colocação das cadeiras seja como em teatro, uma ao lado da outra, e TODAS de frente para o palco.
Mas de qualquer maneira, é um absurdo que num show dos Titãs, a produção da banda ou da casa coloque todos pra assistirem sentados. Porra, Titãs é Rock'n'Roll!
Fazia bastante tempo que não os via, da última vez foi na turnê do CD "Como Estão Vocês?" no Canecão; a principal diferença, além da saída de Charles, é que a banda não utiliza mais músicos de apoio. Branco Mello toca baixo, Paulo Miklos agora toca guitarra (e muito bem), e Sérgio Britto além de tocar teclado, fica no contra-baixo nas músicas em que Branco canta. O bacana disso tudo é que parece que a energia e a interação entre eles aumenta; o ponto fraco é que tanto Branco quanto Sérgio não tocam baixo muito bem, ao contrário de Nando Reis (que sempre considerei um inventivo baixista). O resultado é que os arranjos tendem a ficar mais crus e simples; o que na verdade acaba não compromete tanto assim a perfomance do grupo.
No fundo do palco, um pano de fundo com coloração entre o azul e o rozo, com palavras como "lixo, supermercado, gases tóxicos, sacos plásticos" escritas sobre ele, e que variavam nas tonalidades de acordo com a iluminação (que foi um show a parte); utilizando diveras matizes de cor, vários e belos efeitos visuais obtidos a partir de spots móveis de luz, e o criativo uso de sombras.

Com Sergio Brtto nos vocais, abrem com a nova "Amor Por Dinheiro" que aparece infinitamente superior a versão de estúdio, que exagera na batida eletrônica que fica sobreposta sobre a bateria acústica. Na sequência o primeiro clássico da noite: "AA UU", do antológico "Cabeça Dinossauro". Paulo canta mais dos superhits: "Diversão" (com uma versão com o andamento mais cadênciado) e "Bichos Escrotos", que fez algumas pessoas levantarem e desistirem das mesas.
Branco canta três na sequência: o rockão "Flores", a nova "A Estrada", e "O Pulso" (que na gravação original é cantada por Arnaldo Antunes).
Paulo Miklos é na minha opinião a melhor voz do Rock nacional, e comprova a minha tese, cantando muitíssimo bem a introspectiva balada “Antes de Você”, outra de "Sacos Plásticos", que foi a primeira música de trabalho do CD, mas que acabou tocando pouco nas rádios.
Aproveitando esse momento mais calmo, eles tocam as duas baladas de maior sucesso da carreira dos Titãs: "Epitáfio" (com impressionante participação do público) e "Pra Dizer Adeus". Enquanto Paulo se dirigia ao público, um mala grita: "Paulo, manda 'Sonífera Ilha'!", mesmo sendo pego desprivinido, Miklos se sai bem dizendo: "É Pra já! Aqui é self vervice, atenderemos todos os pedidos."; mas segue o show em frente e pergunta se todos estão preparados pra invasão que logo vai acontecer daqueles caras simpáticos e solícitos pedindo voto, e toca a sempre atual "Vossa Excelencia", que considero a melhor canção da fase mais recente dos Titãs.

Sergio assume novamente os vocais pra mandar "Porrada" (outra que era cantada por Arnaldo), que não ouvia ao vivo a muito tempo, e me deu uma sensação boa de nostalgia, como se tivesse de novo 13 anos de idade. O "cheiro adolescente" aumentou com o petardo "Polícia". Quando ele ia iniciar mais uma, o mala volta a atacar e pede "Sonífera Ilha!!!"; Sérgio Britto não se faz de rogado e se dirige ao FDP: "Porra! Não acredito que você veio aqui só pra ouvir essa", arrancando risos e aplausos, e imenda: "Fica tranquilo, vamos tocar essa também; essa e muitas outras", e canta "Go Back".
Sei que é bem popzinha, e é uma música que não tem nada demais, mas adoro "Porque Sei Que é Amor", e considero a melhor música de "Sacos Plásticos", e por isso cantei a plenos pulmões quando foi tocada no show.
Voltando ao peso levaram "Cabeça Dinossauro" (com direito a um solo bacana do novo baterista Mario Fabre), "Deixa eu Entrar", "32 Dentes" e "A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana".

"Homem Primata" aparece num arranjo que fica entre o punk da original e o ska da versão do "Acústico". O Mala-mor finalmente foi atendido, podem acreditar, o puto ficou o show inteiro pedindo, até que os Titãs tocassem seu primeiro mega sucesso.
Fecharam com a pauleira "Lugar Nenhum", e a homenagem a Raul Seixas em "Aluga-se", deixando a todos em êxtase.
Todo mundo abandonou de vez as mesas, e foi pra frente do palco pra pedir Bis, e claro que a banda voltou pra tocar "Marvin" (aonde Branco explicou que estava sem voz por causa de uma gripe), "Televisão" (outra que não ouvia a bastante tempo) e "É Preciso Saber Viver".
Titãs é a minha banda nacional favorita, sou um verdadeiro fã desde pequeno, por esses e outros motivos, não sou 100% isento pra dar uma crítica que esteja livre do valor sentimental e da importância que essa banda tem na minha vida. Mas de qualquer forma, foi um showzaço, que fez um apanhado geral da carreira do grupo, apesar de ignorar os discos "Tudo Ao Mesmo Tempo Agora", Titanomaquia" e "Domingo". Com muita interação com o público, repertório bem costurado, músicos empolgados, luz de primeira, e com som perfeito, claro, alto e poderoso: faz do novo show dos Titãs, um dos melhores do ano, e confirmam seu lugar entre as bandas mais importantes da América Latina. E merecia com certeza pista livre, como qualquer show de rock pede, principalmente uma apresentação cheia de peso e gás como os Titãs sempre se acostumaram a fazer.
Só mais um detalhe, Mario Fabre é excelente baterista, mas fiquei com a sensação que faria melhor; porra, Titãs vacilaram de não terem me chamado.... kkkkkkkk


SETLIST:
Amor por Dinheiro
AA UU
Diversão
Bichos Escrotos
Flores
A Estrada
O Pulso
Antes de Você
Epitáfio
Pra Dizer Adeus
Vossa Excelência
Porrada
Polícia
Go Back
Porque eu sei que é amor
Cabeça Dinossauro
Deixa eu Entrar
32 Dentes
A Melhor Banda de Todos os Tempos da Última Semana
Homem Primata
Sonífera Ilha
Lugar Nenhum
Aluga-se

BIS:
Marvin
Televisão
É Preciso Saber Viver

Nenhum comentário:

Postar um comentário